quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Professores estaduais participam de congresso nacional de matemática aplicada

Delegação de professores participantes do XXXV CNMAC

A matemática está presente no dia a dia de vários segmentos da ciência. Sua aplicação vai de noções de astronomia ao desenvolvimento de teorias da geofísica, permeando a produção de estudiosos dentro e fora da sala de aula. Natal sedia nesta semana o XXXV Congresso Nacional de Matemática Aplicada e Computacional, evento que reúne professores, alunos e estudiosos com o objetivo de debater teses e estudos científicos que aplique a matemática na resolução de problemas.

Sediado no Praiamar Hotel, o evento reúne 700 participantes de todo o Brasil. Destes, 50 são professores da rede estadual de ensino que foram convidados pela Secretaria de Educação para participarem do evento com todas as despesas pagas. O congresso é uma realização da Sociedade Brasileira de Matemática Aplicada e Computacional em parceria com a UFRN e sempre ocorrem em anos pares.


A transversalidade é uma das principais características do evento, como conta José Antônio Salvador, um dos organizadores do congresso: “A cada minicurso, simpósio ou conferencia que é realizada nesta semana podemos mostrar a comunidade científica que o estudo da matemática está presente em todos os campos de atuação e pode ser um dos caminhos para a resolução de problemáticas que surgem na sociedade”.

Professor da Universidade Federal de São Carlos, Salvador atenta que o congresso é responsável por revelar importantes contribuições para a indústria, aeronáutica e comércio, tratando cada eixo dentro do contexto dos números.  “Este é o maior evento do segmento no país, muitas das pesquisas aqui apresentadas já representam melhorias e ganhos na qualidade de vida e avanço da ciência em prol do conhecimento”, finalizou.

Marcos Silva, professor da Escola Estadual Anísio Teixeira

Mas o conhecimento adquirido no congresso certamente não ficará restrito somente a universidade, ele também servirá de incentivo docente na sala de aula.  Marcos Alves da Silva, é professor na Escola Estadual Anísio Teixeira. Formando em matemática e economia, Silva participa do congresso para ajudar seus alunos a entenderem a aplicação da matemática no cotidiano. “Às vezes os alunos se perguntam ‘por que a gente tá estudando isso?’. Por isso, preciso transformar o conteúdo em algo simples e acessível a todos os níveis”, conta.

O professor ressalta ainda que a matemática está presente em diversos segmentos da sociedade, da medicina à física nuclear. “A matemática de hoje não é aquela disciplina sozinha. Ela está sempre ligada a outras disciplinas. Esse é o caminho, como mostra o Enem, por exemplo”, acrescenta. Marcos faz parte de um grupo de professores que, com o apoio da Secretaria de Educação, tem participado de uma série de eventos, congressos e cursos com foco no ensino da matemática.

O congresso segue até amanhã (12). Segundo a coordenação, o Rio Grande do Sul é um dos estados cotados a receber o evento em 2016. Até o final do ano acontecerá a Semana da Matemática, jornada de trabalho realizada pela UFRN em parceria com a Secretaria de Educação. 

Dia da Educação Cidadã é comemorado em praça pública


A secretaria de Educação festejou no dia de ontem (10) a cidadania que setembro inspira na comunidade escolar. Participando de uma grande tenda montada na Praça Cívica, em frente a Escola Estadual Anísio Teixeira, estudantes e entidades publicas e privadas comemoraram o Dia da Educação Cidadã, data que faz parte da série de ações do Setembro Cidadão.

Para a realização do evento, vários setores governamentais organizaram encontros e  traçaram estratégias de divulgação das atividades. O Núcleo Estadual de Educação para a Paz e Direitos Humanos (NEEPDH) foi o responsável por articular junto com os demais órgãos as ações que a secretaria de Educação proporcionou para os presentes na tarde de ontem.


No período da tarde, entre 15 e 17h, dezoito escolas da rede estadual participaram do evento. O secretário-adjunto de Educação, Joaquim Oliveira, conferiu as atividades e elogiou o interesse dos estudantes pela cidadania: “Ao ver um jovem encantado com a apresentação da Marinha, Cruz Vermelha, Proerd ou pela música, mostra que se oferecemos meios para que ele interaja com esses movimentos ele certamente não cairá em um mau caminho, sendo protagonista de sua própria história”.

Com apresentações gratuitas, estiveram presentes representantes das Forças Armadas (Marinha, Exército e Aeronáutica), RN Vida, Proerd, BOPE, Ronda Escolar, Escoteiros do RN, LBV, Cruz Vermelha, Detran, ASAPD, Guarda Municipal, Pronatec, Unimed, Faculdade Estácio.


Parceiro da SEEC em eventos deste tipo, o RN Vida, por meio da coordenadora Sonali Rosado, atuou junto as escolas para motivar a participação e envolvimento dos estudantes na construção de uma política de paz e cidadã nas escolas: ““Esse é o momento dos jovens virem às ruas para se manifestar  por coisas boas. A lei da cidadania chama a atenção para a nossa sociedade para construirmos uma pátria melhor. Mais uma vez o RN é o pioneiro na cidadania”.

Pioneiro em práticas de cidadania, o Setembro Cidadão terá em 2015 sua sistematização incorporada nas atividades que serão desenvolvidas pelas escolas durante todo o ano. “Não podemos restringir esse importante momento a apenas uma semana do ano. São tão valiosos os princípios que os estudantes recebem em setembro que devemos discuti-los em sala de aula durante o ano inteiro, pois são valores sociais que eles terão consigo durante toda a vida”, disse Joaquim Oliveira.


O Setembro Cidadão foi oficializado pela Governadora Rosalba Ciarlini por meio de lei neste ano e nasceu no Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE/RN), através do juiz Jarbas Bezerra, em conjunto com a advogada e servidora do TRE/RN, Lígia Limeira. Criada em 2004, a proposta visa contribuir para o fortalecimento e difusão do sentimento de civismo pelo Brasil.

Jovens Embaixadores realiza nova etapa nesta sexta-feira


Nesta sexta, 12, na Escola de Governo, serão realizados os exames orais e escritos de conhecimentos de língua inglesa para os postulantes ao cargo de Jovens Embaixadores. O programa é realizado anualmente pela Embaixada dos Estados Unidos em parceria com a Secretaria Estadual de Educação e Cultura.

Os exames orais serão compostos de três etapas: entrevista por uma banca avaliadora sobre atributos importantes para um Jovem Embaixador, sorteio dos jovens em grupos e a apresentação musical desses grupos. O exame escrito tratará da visão de mundo que um Jovem Embaixador deve ter.

É importante que os candidatos levem documento de identificação e caneta, lápis e borracha. Também não será permitido participar do evento vestindo short ou bermuda. A prova faz parte da segunda etapa do certame e desde 2005 é realizada pela Subcoordenadoria de Ensino Médio contanto com participação expressiva de estudantes da rede estadual.

Para mais informações, falar com Véra Reis, coordenadora do programa, pelo telefone 3232-1430.