sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Inaugurada novas instalações do Centro de Apoio ao Deficiente Visual


Na última quarta (19), a Secretaria de Educação inaugurou as novas instalações do Centro de Apoio ao Deficiente Visual – CAP, com a presença de autoridades e membros da comunidade atendida pela instituição. Localizada no bairro de Dix-Sept Rosado, o CAP contará com novas salas, como um laboratório de informática com 10 computadores prontos para atender as necessidades dos alunos. O secretário adjunto de Educação, Joaquim Oliveira, esteve presente na inauguração e entregou novos equipamentos.

As atividades desenvolvidas pelo CAP são acompanhadas pela Subcoordenadoria de Educação Especial (SUESP) e seguem uma linha de inclusão dos estudantes a todas as ferramentas necessárias para uma educação de qualidade. Atento a isto, o secretário Joaquim Oliveira, durante a inauguração, entregou, em nome da SEEC, 27 notebooks adaptados para estudantes cegos ou com baixa visão. “Devemos promover o acesso à tecnologia da informação aos nossos alunos, dentro de um contexto maior, que é a inclusão escolar de todos os estudantes”, frisou Joaquim Oliveira.


Também estiveram presentes na inauguração a coordenadora da SUEP, Márcia Peixoto, e o diretor do centro, Lenilson Xavier, que expressou sua alegria com a entrega dos novos equipamentos: “Cada estudante tem suas potencialidades e desafios particulares. Cabe a nós, educadores, mostrar e ajudá-los a seguir o caminho que cada um deseja contando com o apoio da escola”.

E as atividades no novo centro já iniciaram com a apresentação da equipe que fará a gestão da unidade de ensino, que já realizou o cadastramento de novos alunos e realizará o diagnóstico e acompanhamento das necessidades de cada um, com o auxílio de profissionais especializados em apontar competências e habilidades dos estudantes. 

Núcleo de Educação para a Paz participa de debates em São Tomé e Natal


O Núcleo Estadual de Educação para a Paz e Direitos Humanos participou, na tarde de ontem, da culminância do Projeto de Cultura da Paz, série de atividades que foram realizadas pela Escola Estadual Amaro Cavalcanti e nas escolas municipais de São Tomé, interior do estado, com o intuito de pregar à pacificação e o combate as drogas na comunidade.


“Por todo o estado, ações como está vem se multiplicando. Cada vez mais as escolas estão conscientes que por meio de uma política que pregue a paz a educação alcança patamares ainda maiores e a escola virá um espaço de ampla convivência”, destacou João Mendonça, coordenador do Núcleo.

Palestra para o Clero



Pela manhã, o NEEPDH acompanhou a secretária Betania Ramalho na visita ao Centro Pastoral da Paróquia do bairro da Candelária, Natal. Na visita, a chefe da pasta realizou palestra sobre os desafios urbanos que as escolas enfrentam atualmente, como a violência e consumo de drogas. “Espaços como este serve para discutimos o papel social da comunidade escolar na formação e desenvolvimento humano, focado na vida de cada estudante”, destacou a secretária de Educação.

A palestra ocorreu dentro de uma programação realizada mensalmente pela Arquidiocese de Natal com setores ligados a educação, clero e comunidade para discussão dos temas que são comuns aos três segmentos. "Um espaço debate saudável e importante, pois cada um tem uma função primordial na formação do indivíduo", disse o coordenador do NEEPDH.

Jovem Senador encerra inscrições hoje


O prazo para as inscrições para o 7º Concurso de Redação do Programa Senado Jovem Brasileiro encerra-se hoje (22), data-limite para as escolas do ensino médio da rede pública estadual e do Distrito Federal encaminharem as redações às respectivas secretarias de Educação.

Para participar, os estudantes devem fazer uma redação sobre o tema “Se eu fosse senador”. Os 27 autores das melhores redações, um de cada unidade da Federação, serão convidados a vir a Brasília para vivenciar o processo legislativo dentro do Projeto Jovem Senador, parte integrante do programa. Algumas das propostas deles poderão virar projetos de lei, como já ocorreu em edições anteriores.

O aluno deve ter no máximo 19 anos e cursar o ensino médio em escola pública estadual ou do DF. No ano passado foram recebidas mais de 70 mil redações.

A novidade da edição de 2014 é que os professores que orientaram as redações vencedoras também virão à capital federal. Em Brasília, farão uma programação especial. As atividades no Senado serão realizadas entre os dias 18 e 21 de novembro.

O concurso é composto por três etapas. Na primeira, as escolas selecionam o texto de um aluno, que deve ser enviado até amanhã às secretarias de Educação de cada estado e do DF. Na segunda, as secretarias selecionam três textos e os encaminham para o Senado até 30 de setembro. Na última etapa, nacional, uma comissão julgadora escolhe as redações classificadas em primeiro, segundo e terceiro lugares de cada estado.

Até o dia 10 de outubro, serão divulgados os 27 finalistas e os três primeiros colocados na etapa nacional.