sexta-feira, 23 de maio de 2014

Líderes estudantis são recebidos pela Secretaria de Educação


Mantendo o diálogo com os estudantes, na tarde de ontem (22), o secretário adjunto de educação, professor Joaquim Oliveira, recebeu líderes estudantis de seis escolas da rede estadual para discussão de uma pauta de revindicações apresentadas pelos estudantes de cada instituição.

Por meio de um colegiado de líderes, as Escolas Estaduais Winston Churchill, Walfredo Gurgel, Francisco Ivo, Luiz Soares, Padre Miguelinho e o Centro Estadual De Educação Profissional Senador Jessé Pinto Freire estiveram durante parte da tarde debatendo as questões ligadas a infraestrutura escolar, mais professores, participação maior dos alunos nas decisões das escolas e criação de grêmios estudantis nas instituições de ensino.

O secretário adjunto Joaquim Oliveira, destacou que as preocupações dos jovens são voltadas ao processo de aprendizagem das escolas: “percebemos que os jovens estão cada vez mais engajados em lidar com assuntos ligados as práticas pedagógicas e a gestão que os diretores vem realizando dentro de cada escola. Isso reforça nossas atividades na melhoria da educação”.

A reunião promoveu um diálogo direto entre a Secretaria de Educação e os estudantes, ajudando na formação de futuro líderes que cientes do seu papel de protagonistas devem sempre buscar o dialogo como forma de trabalho. A secretaria recebeu todas as revindicações e ouvirá os gestores para saber como poderão ser atendidas as demandas.

Ficou marcada uma segunda reunião para debater os resultados do encontro, que será realizada no começo do segundo semestre. 

Seminário temático discute rumos da educação de jovens e adultos


Com a proposta de debater a realidade atual e perspectiva de inovações pedagógicas voltadas para a educação de jovens e adultos, a Secretaria de Educação realiza desde ontem seminário temático sobre o EJA no RN, com 150 participantes, entre gestores e coordenadores. O evento é organizado pela Subcoordenadoria de Jovens e Adultos e Coordenadoria de Desenvolvimento Escolar e segue até a tarde de hoje (23).

Com atividades dividas entre o auditório da Emater e Angélica Moura (SEEC), os participantes participaram de mesas temáticas, apresentações culturais, rodas de debate e desenvolvimento de propostas que possam contribuir para os novos caminhos para o EJA.


 “O educador precisa ter uma visão mais crítica da realidade que vive para, dessa forma, poder realizar as ações necessárias a mudança e correção de rumo que a educação deve seguir. Os professores ligados ao EJA tem um papel decisivo junto a um público que enfrenta uma série de dificuldade para conseguir alcançar seus objetivos dentro escola”, declarou a secretária de Educação, Betania Ramalho.

Com representantes da 2ª, 3ª, 4ª, 5ª, 6ª, 7ª, 8ª e 16ª Direds, após a conclusão dos trabalhos do seminário, cada diretoria levará para a sua região uma devolutiva que propõe um plano de trabalho, com atividades pedagógicas e socioculturais que possam vir ser aplicadas em todo o Estado, respeitando as diversidades de cada região. 

Ações do PNAIC abrangem todo o Estado


Neste sábado, 24, a Subcoordenadoria de Ensino Fundamental realiza o 3º encontro de formação para professores alfabetizadores, em todas as regionais de educação do Estado. Organizados sempre aos sábados, os encontros servirão para a melhoria da prática pedagógica e não interferirão nos dias letivos de aula.

O encontro faz parte do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa – PNAIC, compromisso formal assumido pelos governos Federal, o Distrito Federal, os Estados e Municípios de assegurar que todas as crianças sejam alfabetizadas até os oito anos de idade, ao final do 3º ano do ensino fundamental.


Os trabalhos seguem as orientações do MEC e da Secretaria de Educação, como explica Arandi Câmara, coordenador do Ensino Fundamental: “As ações do Pacto são constituídas por um conjunto integrado de programas, materiais e referências curriculares e pedagógicas que serão disponibilizadas pelo Ministério da Educação e que contribuem para a alfabetização e o letramento, tendo como eixo principal a formação continuada de professores alfabetizadores”.

O PNAIC atende cerca de 300 escolas, 1.000 professores e aproximadamente 20.000 alunos. Com essas atividades, o RN fomentar e garante a participação dos professores alfabetizadores de sua rede de ensino nas atividades de formação, garantindo a alimentação (para todos os participantes) e o deslocamento para os que moram fora da circunscrição das sedes das DIRED.