quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Educação do Estado registra 22 mil solicitações de matrículas em três dias

Mais de 22 mil estudantes solicitaram matrículas para a rede estadual de ensino nos três primeiros dias de abertura das solicitações para 2014. Desde segunda-feira (18), foram cinco mil inscrições de alunos que buscam ingressar na rede e 17 mil pedidos de renovação. Pela primeira vez em todo o Estado a solicitação de matrícula acontece pela internet, através do Sistema Integrado de Gestão da Educação - SIGEduc. O endereço para acesso é o www.sigeduc.rn.gov.br.

Até o dia 22 de dezembro o interessado pode acessar o sistema e fazer duas opções de escolas. Já o resultado será divulgado no dia 30 de dezembro. A Secretaria de Estado da Educação informa ainda que as equipes de todas as escolas foram treinadas para prestar informações aos pais e alunos, e as unidades estão abertas com os seus computadores disponíveis para aqueles que não tem acesso à internet em casa.

Professor da rede estadual conquista prêmio nacional


O projeto ‘Ensinando com Artes’, idealizado pelo professor de Sociologia Bruno Lima, foi o vencedor do Prêmio Professores do Brasil – que está em sua sexta edição – na categoria Júri Popular. Eleito como o melhor projeto de Ensino Médio do Brasil, o professor que atua na rede pública de ensino do Rio Grande do Norte receberá o prêmio entre os dias 12 e 13 de dezembro, em Brasília, quando também será realizado o 7º Seminário Prêmio Professores do Brasil. A Governadora Rosalba Ciarlini telefonou para o docente, nesta terça-feira (19), quando foi informada sobre o resultado do prêmio para parabenizá-lo.

De acordo com o professor premiado, o ‘Ensinando com Artes’ vem sendo desenvolvido na Escola Estadual Raimundo Soares desde o ano de 2012 e tem como objetivo combater a violência através do desenvolvimento da sociabilidade dos alunos. Para isso, o teatro é utilizado como ferramenta do processo de ensino, aprendizagem e interação social. “Estávamos muito ansiosos e confiantes que nosso projeto fosse premiado porque acreditávamos na qualidade dele e, principalmente, no empenho dos nossos alunos que se uniram para divulgá-lo nas redes sociais e alcançar a vitória através do júri popular”, diz Bruno.

O docente também atua na Escola Estadual Winston Churchill, na qual desenvolve o Projeto Diversidade Cultural. O mesmo tem por objetivo a formação crítica cidadã e o desenvolvimento da autonomia dos educandos, que devem aprender a compreender e ler o mundo em que vivem. Os alunos são levados a entender e respeitar a diversidade cultural a qual estão inseridos através do estudo das diversas tribos urbanas.

A iniciativa está tendo projeção nacional e será mostrada pela TV Escola no programa Sala do Professor. O professor Bruno Lima estará em Brasília no próximo sete para gravar o programa, na ocasião mostrará o projeto desenvolvido, seus resultados e produtos finais.

“É importante ressaltar que essas iniciativas ocorrem em escolas públicas estaduais do Rio Grande do Norte e que aqui no nosso estado há projetos de projeção nacional e qualidade na educação para todos. Nós temos recebido todo o apoio do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Educação, e sem isso não conquistaríamos os resultados obtidos”, pontua Bruno Lima.

SOBRE O PROFESSOR
Bruno Lima nasceu na cidade de Nilópolis/RJ e mora em Natal/RN desde a sua infância. Possui doutorado em Ciências Sociais. Desde a adolescência dedicou-se ao ramo do ensino e da educação, tendo sido professor pesquisador no IFRN e tutor à Distância na UFRN. Atualmente atua como professor doutor permanente de Sociologia do estado do Rio Grande do Norte lotado nas escolas estaduais Raimundo Soares e Winston Churchill e é consultor de Sociologia da TV Escola no programa Sala do Professor. Sua experiência no campo educacional e suas novas metodologias de ensino lhe garantiram projeção e reconhecimento nacional, tendo sido ganhador do Prêmio Professores do Brasil/MEC, Prêmio Construindo a Nação/SESI e Instituto Cidadania, bem como do título da Comenda do Mérito da Educação concedido pelo Governo do Estado do Rio Grande do Norte.

Educação investe em acessibilidade


A Secretaria de Estado da Educação está se preparando para inaugurar dois elevadores, que permitirão acessibilidade aos três pavimentos dos dois blocos de sua sede, no Centro Administrativo. Os equipamentos estão sendo instalados no vão central de cada um dos dois blocos da Secretaria.

Esperada por muito tempo, a instalação dos elevadores integra um pacote de ações que a atual gestão vem desenvolvendo para aperfeiçoar as condições de trabalho dos servidores e daqueles que circulam diariamente pela Secretaria da Educação. “A professora Betania Ramalho tem se mostrado muito sensível em relação as necessidades que temos para desenvolver um bom trabalho. Essa é uma das marcas que podemos observar em seu trabalho” afirmou Márcia Peixoto, subcoordenadora de Educação Especial, da Secretaria de Estado da Educação.


O quadro funcional da secretaria é composto, em parte, por funcionários deficientes, idosos e gestantes. A implementação dos elevadores dará a essa parcela dos servidores uma “acessibilidade digna”, segundo a subcoordenadora. “Imaginemos que é direito de todos ir e vir. Num ambiente de trabalho é necessário que cada um tenha esse direito garantido. Os funcionários que dependem da ajuda de outros para se locomover tem sua auto-estima baixa. Quando os equipamentos começarem a ser utilizados, teremos uma acessibilidade digna para todos.”

O investimento do Governo do Estado nos dois elevadores é de R$ 164 mil.

NOTA DE ESCLARECIMENTO À POPULAÇÃO DE MACAU

Em todo o Estado, a Secretaria da Educação tem realizado o reordenamento de sua rede, otimizando os recursos, unindo turmas ou escolas com número reduzido de alunos, aproveitando de forma mais adequada os professores e servidores dessas escolas, de forma que todos saiam ganhando.
Ganha o aluno, que tem o seu direito à escola garantido em melhores condições, os profissionais e servidores, que passam a ter mais recursos e uma melhor estrutura para trabalhar, e a população, que através dos impostos patrocina a Educação Pública e veem os seus recursos sendo utilizados de forma mais adequada.

Quando o Estado mantém duas escolas funcionando com um número reduzido de alunos, podendo reordená-las, a população paga uma conta duplicada. São duas contas de água, luz, telefone, professores e servidores que poderiam ser aproveitados em outras unidades com falta de profissionais, e recursos para manutenção das duas estruturas físicas. Isso se chama mal aproveitamento do dinheiro público e má gestão.

Embora a Secretaria da Educação venha otimizando a utilização de seus recursos, nossos técnicos tem procurado fazer isso de forma planejada, sem prejudicar o aluno, professores, servidores e a comunidade escolar. Todos os pontos envolvidos são avaliados, buscando fazer o que é melhor para a Educação.

Nesse sentido, a Secretaria de Estado da Educação informa à população de Macau que as atividades da Escola Estadual Donana Avelino serão mantidas normalmente no Ano Letivo 2014, descartando qualquer possibilidade de fechamento da unidade. Reforçamos ainda que em nenhum momento a 6ª Diretoria Regional de Educação - DIRED, de Macau, se pronunciou oficialmente afirmando o contrário.

Natal, 21 de novembro de 2013

Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Educação