segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Educação celebra termo de cooperação com o Hospital Giselda Trigueiro


É direito do aluno ter acesso à educação, seja qual forem as condições que ele se encontre. O atendimento educacional em hospitais é realidade de alguns estudantes que, devido às suas condições especiais de saúde, estejam hospitalizados ou sob outras formas de atendimento que impeçam a participação na escola.

Amanhã (22) mais um hospital fará parte de um grupo de instituições de saúde que possibilita aos alunos enfermos ter uma educação de qualidade. A secretária de Estado de Educação, profª Betania Ramalho assinará o Termo de Cooperação Técnica com o Hospital Giselda Trigueiro, que passará a receber ações pedagógicas para atender os alunos-enfermos. Com isso somarão seis unidades de saúde onde o aluno terá acesso à educação enquanto doente sendo que após sua reabilitação não terá ficado desnivelado perante os demais alunos de seu ano de ensino.

A Secretaria de Educação, através da Subcoordenadoria de Educação Especial e do Núcleo de Atendimento Educacional Hospitalar e Domiciliar, desenvolve trabalhos pedagógicos educacionais em instituições de saúde que dispõem de atendimento infanto-juvenil para pessoas com idade escolar e que antes da enfermidade estivesse em sala de aula.

Hoje são cinco Instituições de Saúde e Casas de Apoio que prestam o Atendimento Educacional Hospitalar e Domiciliar, como o Hospital Infantil Varela Santiago, Hospital Pediátrico Maria Alice Fernandes, Casa de Apoio à Criança com Câncer - Durval Paiva, Grupo de Apoio à Criança com Câncer do RN-GACC, Hospital do Seridó (Caicó) e Associação de Apoio aos Portadores de Câncer de Mossoró e Região - AAPCMR (Mossoró).

Aberta a Matrícula Antecipada 2014


Iniciou-se hoje o período de matrículas antecipadas para alunos com necessidades educacionais especiais. Por meio do SIGEduc, os pais dos alunos que necessitam de cuidados e ações pedagógicas especiais terão até o dia 15 de novembro para garantirem a vaga para seu filho.

Implantada em 2004, a matrícula antecipada foi uma estratégia criada pela Secretaria de Educação para proporcionar as escolas e alunos mais tempo para planejamento de ações pedagógicas para o ano letivo. Neste ano o lançamento da matrícula ocorreu dentro das atividades do II Seminário para Gestores da Rede Escolar Estadual, realizado na semana passada.

Para Márcia Peixoto, coordenadora da Subcoordenadoria de Educação Especial (SUESP), a matrículas antecipada contribui para a organização escolar: “Em relação ao ano passado, podemos observar que vem mantendo-se um crescimento no número de matrículas realizadas para os alunos com deficiência. Isso é muito proveitoso para escolas, pois somente com uma antecipação do histórico de necessidade dos alunos e que elas, as escolas, poderão traçar os métodos de inclusão e acompanhamento desse aluno.”

Os pais que não dispuserem de internet em casa podem procurar a escola estadual mais próxima e realizar a matrícula. Para essa modalidade de matrícula será lançado um calendário especifico com as datas de processamento, consolidação de turmas e resultado de matrícula.