quinta-feira, 11 de abril de 2013

Governadora entrega tablets para professores de Mossoró

Cerca de 500 professores de Ensino Médio que atuam nas salas de aula das escolas estaduais de Mossoró e região receberão neste sábado (13), a partir das 8h, os tablets educacionais adquiridos pelo Governo do Estado, em parceria com o Ministério da Educação. Os equipamentos serão entregues pela governadora Rosalba Ciarlini, no centro de convenções do Hotel Garbos.

No total, mais de 4.100 tablets estão sendo entregues aos professores de Ensino Médio do Estado. A distribuição começou pela 1ª DIRED, que envolve os municípios de Natal, Macaíba, São Gonçalo e Extremoz, passando pela 2ª DIRED, na região de Parnamirim, e agora se estende por todo o Estado até a primeira semana de maio. Em seguida, outros 1.700 tablets serão distribuídos para serem utilizados pelas escolas, de forma integrada às lousas interativas.

Os tablets são acompanhados por uma capa protertora e são equipados com sistema operacional android, 512 megabytes de memória RAM, 16 gigas de memória, acesso à internet através de rede wi-fi e bluetooth. A ferramenta vai auxiliar o trabalho dos professores, tendo entre suas funções a substituição do tradicional diário de classe, em papel, além de apoiar o ensino de disciplinas e pesquisas educacionais. O investimento na aquisição dos tablets foi de R$ 2 milhões.

Segundo a secretária de Educação, Betania Ramalho agora as aulas poderão ser preparadas no tablet e apresentadas por meio da lousa digital, espécie de projetor combinado com computador, que muitas escolas estaduais já usam desde o ano passado. "A capacitação vai acontecer ao longo deste mês e acredito que será como uma formação continuada, para que se tenha o acesso permanente às novas tecnologias", concluiu a secretária.

Sociedade civil participa de consulta pública sobre o Plano Estadual do Livro e da Leitura

A Secretaria de Estado da Educação abriu consulta pública para o Plano Estadual do Livro e da Leitura do Rio Grande do Norte. O documento preliminar, elaborado por técnicos da secretaria, com o apoio de especialistas da UFRN, UERN e Instituto Kennedy, está disponível no site www.educacao.rn.gov.br. Os interessados podem fazer o download do texto e encaminhar suas sugestões para o e-mail consultadolivro@rn.gov.br.

“Nós precisávamos partir de um ponto concreto, para que não ficássemos apenas no âmbito das discussões. Por isso a ideia de construir um texto-base, orientado pelos planos nacionais do Livro e da Leitura, da Educação, e da Cultura, e por especialistas na área da leitura”, ressaltou a secretária da Educação, professora Betania Ramalho.

Com a chamada pública, o governo abre o documento-base para alterações e sugestões de todos aqueles que desejam contribuir de alguma forma, sejam leitores, escritores, bibliotecários, livreiros, desenhistas, ou a sociedade em geral. A sociedade civil terá até o dia 11 de maio para opinar. Até lá, serão realizadas audiências públicas e fóruns, para discutir o tema.

Para a secretária Betania Ramalho, a importância da leitura na formação social de um indivíduo deve ser o norte de toda a política de letramento de um país, de um estado e de um município, pois é através desta prática social que se desenvolve a criticidade, condição indispensável para o exercício da cidadania.

Nesse contexto, a finalidade do Plano Estadual do Livro e da Leitura é envolver todas as disciplinas do currículo no campo das práticas leitoras, onde cada professor assuma o papel de formar leitores através de atividades, seja no livro didático, seja no espaço da biblioteca, seja em outros meios discursivos.

A secretária ressalta ainda que o Estado conta atualmente com uma série de programas e projetos voltados para o incentivo à leitura, que sairão fortalecidos com o Plano. “Serão fortalecidos porque os projetos e programas estão pulverizados e, agora, serão integrados por meio do Plano de Leitura.”

A principal dimensão do plano é o estabelecimento de princípios e orientações teórico-metodológicas para a realização dos Programas de Leitura e do Livro no Estado, através da integração e fomento das diversas atividades formativas que possam nortear a prática pedagógica docente, em todas as áreas do conhecimento, com a finalidade de desenvolver nos estudantes uma competência leitora crítica.

Entre as metas está a integração de ações de leitura nas diferentes modalidades de ensino, o desenvolvimento de uma cultura pelo gosto da leitura como competência fundamental na educação básica, ampliação do acesso à informação, à leitura e às tecnologias e mídias, com acervos atualizados e a garantia de que as escolas sejam espaços de leitura e de formação de leitores culturais e científicos competentes.

Programas e projetos desenvolvidos pelo Estado, em parceria com o Governo Federal e instituições nacionais, atualmente:

PROLER
Programa voltado para valorização social do livro e da leitura, fundamenta-se na compreensão de que o livro e a leitura são elementos indispensáveis ao sujeito leitor para que desenvolva plenamente suas capacidades no âmbito individual e coletivo. O PROLER também investe na formação continuada de profissionais e agentes de leitura e em ações de formação de leitores em outros espaços sociais.

PROGRAMA DO LIVRO DIDÁTICO
Promove e realiza capacitação com o corpo técnico, orienta acerca do processo de escolha, monitora a distribuição do livro didático e desenvolve ações operacionais para remanejamento, distribuição de reserva técnica e acompanha a execução do PNLD no RN, a partir da chegada do material didático às escolas públicas estaduais até o repasse aos alunos e professores. O principal objetivo é fornecer às escolas públicas de Educação Básica livros didáticos, dicionários e obras complementares de qualidade.

AGENTES DE LEITURA
Auxilia nas atividades de leitura e escrita mediante a formação de novos leitores, contribuindo para a inclusão social e o desenvolvimento humano. O objetivo é democratizar o acesso ao livro e proporcionar a formação leitora de comunidades populares, de preferência os beneficiários do Bolsa Família, por meio de visitas domiciliares, empréstimos de livros, rodas de leitura e contação de histórias, entre outras atividades.

OLIMPÍADA DE LÍNGUA PORTUGUESA
A Olimpíada de Língua Portuguesa é um programa com caráter bienal e contínuo: no ano ímpar, oferece formação aos diferentes agentes educacionais envolvidos – técnicos formadores das secretarias de educação, diretores e professores; no ano par, realiza o concurso, além de manter ações de formação.

Entre os objetivos está a promoção da reflexão sobre o ensino da leitura e escrita, articulando teoria e prática; a valorização do conhecimento produzido pelos diferentes públicos que se envolveram com a Olimpíada; e o apoio aos técnicos das secretarias na atuação como formadores de professores;

PROGRAMA BIBLIOTECA NA ESCOLA 
Programa de distribuição de materiais paradidáticos destinados às bibliotecas escolares, com o objetivo de promover o acesso à cultura e à informação, bem como incentivar a gosto pela leitura para a comunidade escolar e a sociedade civil. Além disso, busca diversificar as fontes de informação utilizadas nas escolas públicas brasileiras, possibilitando o acesso a obras variadas, necessárias à formação de leitores.

Para isso, são selecionados e distribuídos às escolas do Ensino Fundamental, clássicos da Literatura Brasileira, livros de literatura infanto-juvenil, obras de referência, periódicos e outros materiais de apoio a docentes e discentes.

CONCURSO DE REDAÇÃO DO SENADO FEDERAL 
O concurso de Redação do Senado é realizado, anualmente, através de ações de planejamento, coordenação, execução e avaliação pela Secretaria de Relações Públicas do Senado Federal, em parceria com o Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) e as secretarias de educação dos estados e do Distrito Federal.

Voltado para os estudantes dos dois últimos anos do Ensino Médio, regularmente matriculados nas escolas públicas, com faixa etária de 16 a 19 anos, o objetivo é estimular a reflexão sobre o processo democrático e o exercício da cidadania.

PROJETO TRILHAS
O projeto busca inserir as crianças do 1º ano do Ensino Fundamental em um universo letrado através de um conjunto de materiais elaborado para instrumentalizar e apoiar o trabalho docente no campo da leitura, escrita e oralidade.

PROJETO CONQUISTA
O Conquista é um projeto de correção de fluxo idade-série no Ensino Médio, realizado pela Secretaria de Estado da Educação, em parceria com a Fundação Roberto Marinho, instituição reconhecida nacionalmente pelos projetos voltados para a educação.

Utilizando a metodologia da telessala, o objetivo do projeto é dar oportunidades para que os alunos avancem no seu processo de escolaridade básica, proporcionando ensino de qualidade com flexibilidade de acesso, currículo atualizado e contextualizado.

MEDIADORES DE LEITURA – 1º AO 5º
Desenvolvido pela Subcoordenadoria de Ensino Fundamental (SUEF) da SEEC, junto aos técnicos das 16 Direds. Implantado inicialmente 148 escolas, o projeto envolve hoje 338 escolas do 1º ao 5º anos do Ensino Fundamental.

Tem o objetivo de desenvolver e estimular a formação de leitores entre alunos e professores do 1º ao 5º ano através da socialização e dinamização de um acervo de literatura infantil, como fonte de fomento à leitura de maneira lúdica, exercitando a cidadania.

MEDIADORES DE LEITURA – 6º AO 9º
O projeto é desenvolvido pela Subcoordenadoria de Ensino Fundamental (SUEF) da SEEC, junto aos técnicos das 16 Direds. Implantado inicialmente em 148 escolas, atualmente, o projeto envolve 338 escolas do 6º ao 9º anos do Ensino Fundamental, tendo em vista a ampliação do trabalho realizado nos Anos Iniciais.

Tem o objetivo de desenvolver o trabalho com textos literários, através de oficinas pedagógicas e cursos de formação continuada para docentes, tendo em vista o aperfeiçoamento dos níveis de competências de leitura e escrita dos alunos do 6º ao 9º ano.

PROGRAMA DE LEITURA DO ENSINO MÉDIO - PROLEM 
Programa voltado para o Ensino Médio das Escolas Estaduais do Rio Grande do Norte, através de ações desenvolvidas para evidenciar o protagonismo dos estudantes no âmbito da leitura e da produção textual.

Entre os objetivos está a consolidação das políticas de leituras que visam a melhoria da qualidade da educação do Estado do Rio Grande do Norte e a disponibilização de instrumentos teóricos e práticos que subsidiarão as ações pedagógicas no processo de ensino e aprendizagem dos gêneros textuais.

PROGRAMA BIBLIOTECA PARA TODOS
Criado para atuar junto à comunidade escolar, funciona como “um centro dinâmico de informação da escola, que permeia o seu contexto e o processo de aprender e ensinar; interagindo com a sala de aula e integrado ao currículo escolar”.

O objetivo é contribuir com a consolidação de uma política de leitura para o Rio Grande do Norte, assegurando a democratização do acesso ao livro, o fomento e a valorização da leitura, o uso qualitativo das bibliotecas escolares e comunitárias fortalecendo o ecossistema educacional, com desdobramentos na sala de aula e no currículo escolar.

SISTEMA DE BIBLIOTECA PÚBLICA ESTADUAL
O Sistema Estadual de Bibliotecas do RN foi criado através do Decreto nº 8.075/81 e conta hoje com 149 bibliotecas cadastrados no sistema estadual. Entre os objetivos está a reestruturação e criação de bibliotecas públicas no Estado, a disponibilização de serviços de informação adequados à população e a promoção do conhecimento cultural, apreciação das artes, realizações e inovações científicas.