sábado, 23 de fevereiro de 2013

Secretária Betania Ramalho acompanha reformas de escolas em todo o Estado



A primeira semana de aulas da rede estadual de ensino foi de visitas às escolas para a secretária de Estado da Educação, professora Betania Ramalho. Prioridade para os prédios recém-reformados ou que estão em fase final de recuperação, a exemplo das escolas Alberto Maranhão, em Nova Cruz, e Lourdes Guilherme, em Natal.

“Estamos percorrendo todo o Estado, recebendo os prédios que tiveram suas reformas concluídas e acelerando o passo para a entrega das unidades que estão sendo recuperadas. Com isso, nossos alunos estão estudando em locais mais apropriados para o desenvolvimento do processo de Ensino e Aprendizagem, e os nossos professores tem melhores condições de trabalho.”, ressaltou a secretária.

Betania Ramalho destaca também que nas escolas onde as reformas ainda estão em curso, o ano letivo não foi prejudicado. “Na maioria dos casos, isso foi resolvido com o remanejamento provisório dessas turmas para outros locais, pois as recuperações eram necessárias. Em outros, o início do ano letivo foi adiado em duas semanas, sem prejuízo para os 200 dias letivos obrigatórios. O importante é que estamos, de forma planejada, recuperando um descaso de anos com os prédios escolares.”

Desde o mês de janeiro, a secretária tem intensificado sua agenda de visitas às escolas, aproveitando o período das férias, para verificar a estrutura das unidades. Entre os prédios visitados, estão os das escolas Ronald Néo Júnior, de Almino Afonso, Caic, de Parnamirim, Senador João Câmara, de Passa e Fica, Rosa Pignataro, de Nova Cruz, e Antônio de Oliveira Fagundes, de Passagem.

Entre 2011 e 2012, 169 escolas foram recuperadas pelo Governo do Estado e outras 22 estão com reformas em curso. “Sem falar das manutenções, que podem ser feitas pelos próprios diretores, com o dinheiro que a secretaria repassa aos caixas escolares. Os bons gestores sempre utilizam muito bem esses recursos, evitando que pequenos reparos se transformem em grandes recuperações, por falta de manutenção”, destacou a professora.

Para 2013, a secretária ressalta que até o mês de abril serão iniciadas mais de 20 reformas. “E ainda no primeiro semestre teremos a licitação para a reforma do Atheneu, em Natal. Os recursos são do tesouro estadual e já estão assegurados no orçamento desse ano. Tudo isso, sem esquecer de olhar para o pedagógico de todas essas escolas, pois a estrutura física é importante, mas o que faz uma escola ter bons resultados é a forma como o conteúdo está sendo repassado aos seus alunos.”

"Se levarmos em conta o número de quase 700 escolas estaduais, podemos dizer que ainda temos muito trabalho pela frente para recuperar a estrutura da rede como um todo. Foram muitos os anos de abandono e, pela falta de manutenção, a maioria dos prédios necessitavam de reforma. Apesar disso, com planejamento e determinação, priorizamos os casos mais urgentes nos dois primeiros anos e estamos avançando para dar melhores condições de aprendizagem a todos."