quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Escolas do Estado serão preparadas para abertura do Ano Letivo 2013



A Educação do Estado se prepara para um momento importante do seu calendário, que é a Jornada Pedagógica. A partir desta quinta-feira (13), técnicos de todos os setores pedagógicos da Secretaria de Estado da Educação e das Diretorias Regionais – DIREDS, estarão reunidos, em tempo integral, no Centro de Treinamento da Emater – CENTERN, em São José de Mipibu, para avaliar o ano letivo 2012 e definir as metas para 2013.

“É importante que a gente crie um sentimento de que o ano letivo inicia com a jornada e tem que concluir com a jornada, num verdadeiro balanço das ações pedagógicas realizadas pelo conjunto das DIREDS e das escolas. Por isso, convidamos os diretores das DIREDS e a equipe pedagógica da secretaria, pra gente organizar melhor o calendário escolar da Educação. Partindo dos resultados que temos conseguido, até as necessidades que estão surgindo dessa própria avaliação”, destacou a secretária de Educação, Betania Ramalho, que vai comandar os trabalhos no CENTERN.

Betania Ramalho lembrou ainda que todas as ações colocadas em prática pela secretaria estão inseridas no Programa de Educação do Governo do Estado, que abrange sete dimensões e 20 metas. “Vou aproveitar para fazer uma apresentação confrontando os desafios postos, como as 20 metas que constam no Programa de Educação e mostrar que houve avanços. Hoje, por exemplo, podemos dizer que as escolas tem mais assessoria. Ainda precisamos avançar nesse sentido, mas já conseguimos dar passos importantes.”

A secretária ressalta ainda mais a implementação do Programa de Educação do Estado, com foco no ensino, na aprendizagem e no acompanhamento do aluno. “Apesar dos esforços para prestar uma maior assistência em relação à infraestrutura, aos prédios escolares, merenda e transporte, o nosso principal objetivo é melhorar a qualidade do ensino e da aprendizagem, a parte pedagógica das escolas, tornando o currículo mais atrativo, com interligação entre as disciplinas, aplicando novos métodos para apresentação dos conteúdos. A jornada pedagógica é um instrumento para que essas orientações cheguem às escolas.”

Desde 2011, a Secretaria de Educação realiza jornadas pedagógicas com o objetivo de repassar essas orientações às escolas. Em 2012, já ocorreram jornadas na abertura do ano letivo e na preparação para o segundo semestre.  Segundo a coordenadora de Desenvolvimento Escolar, da Secretaria de Educação, professora Isabel Pinheiro, a jornada que começa nesta quinta-feira e vai até o dia seguinte, é apenas o primeiro momento da jornada 2013. “Pois desse encontro entre os técnicos da secretaria e as DIREDS, vai surgir uma série de jornadas regionais, para que as orientações cheguem a todas as escolas e elas possam iniciar o ano letivo organizadas, no dia 18 de fevereiro.”

Isabel Pinheiro diz ainda que entre as novidades previstas para o planejamento pedagógico de 2013 está a inserção de programas de Educação Profissional, como o Projovem Urbano, e do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa - PNAIC, que demandam novas orientações. “Também teremos orientações para programas já existentes, com base no diagnóstico de desempenho das DIREDS. O objetivo é trabalhar em cima das dificuldades para obtermos melhores resultados.”

Segundo a professora, a secretaria está trabalhando em cima do combate ao abandono, à evasão escolar, e para isso será intensificada a expansão de programas que tem dado certo, como Mais Educação, Ensino Médio Inovador, Ensino Médio Noturno Diferenciado, Pronatec e Escotismo na Escola. Além disso, existe uma atenção especial para correção da distorção idade série, com a parceria do projeto Conquista, da Fundação Roberto Marinho.

“Especificando esse ponto, a nossa proposta é estender o projeto Conquista, que hoje atende aos estudantes da segunda série do Ensino Médio, para os alunos do nono ano do Ensino Fundamental, porque não há sentido trabalhar apenas no Ensino Médio e deixar a faixa final do Fundamental aberta, fazendo com que a distorção vá se perpetuando. Também estamos atentos ao ciclo de alfabetização correto, para alfabetizar os alunos na idade certa. Por isso, aderimos ao PNAIC”, disse Isabel.

A coordenadora de Desenvolvimento Escolar falou ainda do objetivo de ampliar a matrícula nos âmbitos da Educação de Jovens e Adultos - EJA, Educação do Campo, Indígena e Quilombola. Ela ressalta que a EJA está com uma nova resolução e traz com ela o Projovem Urbano, atendendo a estudantes na faixa dos 18 aos 29 anos, com ênfase na profissionalização.

Outros programas importantes, que terão destaque nas orientações repassadas às escolas, são os de leitura. Nesse sentido, a Secretaria de Educação está finalizando o Plano Estadual de Leitura, que terá o seu texto base apresentado na jornada. Esse plano estabelece e orienta uma politica de estado da educação para leitura e livro didático. Ainda em relação ao plano, uma consulta pública será aberta no mês de janeiro, para que em seguida, o texto possa ser enviado à Assembleia Legislativa para aprovação.

“O tão esperado Plano Estadual de Leitura trará orientações de como deve acontecer a leitura no século XXI, onde temos alunos digitais e professores analógicos. Com soluções para que o processo de leitura ultrapasse o espaço físico da biblioteca da escola e seja reproduzido na escola como um todo, para que faça parte do dia-a-dia do professor, de forma interdisciplinar. Estamos trabalhando para despertar em nossos alunos não apenas a vontade, mas o prazer em ler, mostrando as possibilidades de formação, de adquirir conhecimento e, acima de tudo, despertar a imaginação.”, concluiu a professora Isabel Pinheiro.

Rádio Educação
No programa Fala Educação desta semana, a secretária Betania Ramalho fala sobre a importância da Jornada Pedagógica:
https://soundcloud.com/assecomeducacao/12-12-programa-fala-educa-o-02