quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Governo do Estado reforça transporte escolar com 146 novos ônibus



Qualificar o transporte escolar, ajudando às prefeituras a prestar o serviço em regime de colaboração é o objetivo da Secretaria de Estado da Educação, que adquiriu 146 novos ônibus para reforçar a frota. Serão contemplados agora municípios que não foram beneficiados no primeiro semestre de 2012, quando foram entregues 120 ônibus escolares, como também aqueles municípios que transportam maior número de estudantes.

As empresas vencedoras da licitação estão concluindo a entrega dos novos ônibus, que permanecerão estacionados no Centro Administrativo do Estado, aguardando a posse dos novos prefeitos eleitos, para que esses possam assinar o termo de cooperação entre município e Estado e receber os ônibus. Até o próximo dia 18 de fevereiro, quando será iniciado o ano letivo de 2013, todos os ônibus já estarão à disposição dos estudantes.

Com a nova frota, a rede estadual de ensino terá um total de 266 novos ônibus adquiridos somente em 2012, renovando seus veículos e levando transporte escolar de qualidade para todas as regiões do Estado. A ferramenta é decisiva para muitos alunos que vivem em zonas rurais distantes das escolas.

Os recursos que garantiram a compra dos 146 novos ônibus, da ordem de R$ 28.479.200,00, são da emenda parlamentar Nº 71210009, do senador José Agripino. São 80 ônibus de 50 lugares e 66 micro-ônibus de 30 lugares, dos quais 36 possuem tração 4x4, para que não haja restrição de acesso a regiões serranas.

De acordo com o regime de colaboração que permeia o transporte escolar em todos os estados do país, a Secretaria de Estado da Educação, celebra convênio com os municípios, cedendo os ônibus e responsabilizando cada prefeito pela gestão do transporte. Uma exigência do convênio firmado entre Estado e prefeituras é que os ônibus sejam utilizados exclusivamente para o transporte de estudantes da Educação Básica. Compete aos gestores e à sociedade organizada acompanhar a correta utilização e o zelo do transporte escolar. O Ministério da Educação disponibiliza o telefone 0800-616161 para facilitar esse controle social.

Educação estreia programa de rádio

A Secretaria de Estado da Educação, a partir de uma nova política de comunicação, lançou esta semana seu programa de rádioweb. É o Fala Educação, uma conversa semanal com a secretária de Educação do Estado, professora Betania Ramalho, sobre o que foi destaque na semana ou algum projeto importante. Nesse primeiro programa, ela faz um breve balanço da gestão e fala sobre o Plano Estadual de Educação.

O programa está em destaque no Portal da Educação, www.educacao.rn.gov.br, e na página da Rádio Educação, http://soundcloud.com/assecomeducacao. No endereço também é possível ouvir todas as produções de áudios, sonoras, entrevistas, relacionadas à Educação do Estado, com opção de download para que rádios da capital e do interior possam utilizá-las.

Programa Estadual vai orientar política nacional do MEC para o Ensino Médio noturno

A secretária de Estado da Educação, professora Betania Ramalho, e sua equipe pedagógica, recebeu uma delegação do Ministério da Educação, esta semana, para tratar de ações pedagógicas na área do Ensino Médio noturno, que no Rio Grande do Norte tem um programa diferenciado e pioneiro. Foi a quarta Reunião do Grupo de Trabalho do Ensino Médio Noturno Diferenciado.

De acordo com a secretária, “a Educação Estadual vem adequando o Ensino Médio para os alunos da rede pública que estudam à noite. Com ações que envolvem as Diretorias Regionais de Ensino de todo o Estado, o programa Ensino Médio Noturno Diferenciado busca atender aos estudantes que trabalham durante o dia e estudam à noite, e tem servido de base para projetos desenvolvidos em outros estados do país”.

Atualmente, 48% dos estudantes de Ensino Médio da rede estadual estão no turno noturno. Por esse motivo, a Secretaria de Educação viu a necessidade de elaborar uma proposta para diminuir a repetência e o abandono escolar, baseada nas peculiaridades desses estudantes que conciliam os estudos com o trabalho e a família.

Para a professora Sandra Garcia, coordenadora geral de Ensino Médio da Secretaria de Ensino Básico, do MEC, o ensino noturno é um dos grandes desafios da educação brasileira, pois trata da relação que os trabalhadores têm com o seu processo formativo. “Viemos ao Rio Grande do Norte, pois sabemos da experiência que o Estado tem nessa prática de ensino.”

Como resultado da reunião, foi elaborada uma proposta de ação pedagógica, que será levada ao Ministério da Educação, para orientar a futura política nacional de educação do Ensino Médio Noturno. É a prática pioneira da Educação do Rio Grande do Norte servindo de base para o avanço do Ensino Médio noturno em todo o país.