quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Educação participa de Feira Cultural do TRE


 A Escola Judiciária Eleitoral, do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte, realizou nesta quarta-feira (07), sua II Feira da Cultura e Cidadania, com apoio da Secretaria de Estado da Educação. O objetivo do evento foi apresentar os trabalhos realizados em sala de aula por alunos do Ensino Fundamental das escolas públicas e particulares participantes do Programa Eleitor do Futuro, durante todo o ano de 2012. Entre os temas trabalhados estavam cidadania, a importância do voto e da conscientização política.

Para a secretária de Estado da Educação, professora Betânia Ramalho, as apresentações fazem parte de uma etapa cumprida pela SEEC. “Ao mesmo tempo em que estamos comemorando o trabalho feito com as apresentações das crianças também estamos avaliando o que pode ser melhorado, pois é com essa construção social que teremos um benefício maior para o país, por meio da conscientização política.”

Já o Diretor da Escola Judiciária Eleitoral do Rio Grande do Norte, juiz Jailsom Leandro de Sousa, detalhou o que foi desenvolvido ao longo do ano pelo projeto. “Elaboramos concursos de vídeos e uma feira para os estudantes exporem o que aprenderam em sala de aula. Além disso, foram feitos palcos com apresentações musicais sobre o tema central.”

Entre os trabalhos apresentados, estava um gibi em quadrinhos distribuído para as crianças e para o público em geral. O material, que fala de eleição numa linguagem acessível a todos, foi utilizado inicialmente em sala de aula, pela professora Eliane Oliveira, da Escola Estadual Clara Camarão, para dar suporte ao trabalho desenvolvido com os aulas sobre o tema. “Pegamos Monteiro Lobato e adaptamos a obra do Sítio do Pica-Pau Amarelo ao tema. Fizemos a encenação com nosso grupo de dança sobre consciência política e as melhores escolhas numa eleição”, disse a professora.

Quem também participou do evento, que contou com apresentações culturais das escolas estaduais Clara Camarão e Belém Câmara, foi o desembargador João Rebouças, presidente do Tribunal Regional Eleitoral. As imagens são da Assessoria de Comunicação do Tribunal Regional Eleitoral.

Etapa Regional da Olimpíada de Língua Portuguesa termina hoje, em Natal

Termina nesta quarta-feira (07), em Natal, o encontro regional da Olimpíada de Língua Portuguesa, que está ocorrendo no Hotel Imirá, na Via Costeira. O evento reúne os 125 finalistas regionais da categoria Crônica, do prêmio nacional. Nessa categoria, o Rio Grande do Norte é representado por 16 finalistas.

Entre os destaques potiguares, estão os trabalhos de dois alunos da rede estadual. Com o título “Poluição eleitoral”, a aluna Maria José Barbosa, da Escola Estadual Maria de Lourdes Bezerra, de Macau, foi selecionada para a etapa regional. Assim como a estudante Larissa Rebeca de Araújo Nobre, da Escola Estadual Teonia Amaral, de Florânia, que escreveu a crônica “O sábado na minha cidade”.

Enquanto a categoria crônica tem a sua final regional encerrada nesta quarta-feira, as categorias Memórias Literárias e Poemas e Artigos de Opinião, terão seus encontros em São Paulo (12 a 14/11), Fortaleza (20 a 22/11) e Belo Horizonte (27 a 29/11), respectivamente. Alunos da rede estadual do Rio Grande do Norte também apresentarão seus trabalhos nessas categorias.

Após realização de todas as finais regionais, 38 concorrentes de cada categoria serão selecionados para a etapa final, em Brasília, nos dias 9 e 10 de dezembro.  A novidade é que os professores orientadores poderão participar da premiação com a categoria especial de relato de experiência dos trabalhos finalistas. Os interessados devem enviar seus relatos até 24h antes de cada etapa específica no site www.escrevendo.cenpec.org.br.

Sobre a Olimpíada
A Olimpíada de Língua Portuguesa desenvolve ações de formação de professores com o objetivo de contribuir para a melhoria do ensino da leitura e escrita nas escolas públicas brasileiras. A cada biênio, nos anos pares, o projeto realiza um concurso de produção de textos que premia as melhores produções de alunos de escolas públicas de todo o país.

Iniciativa do Ministério da Educação - MEC, e da Fundação Itaú Social, com coordenação técnica do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária - CENPEC, a Olimpíada de Língua Portuguesa tem como parceiros o Conselho Nacional de Secretários de Educação - CONSED, a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação – Undime, e o Canal Futura.

Diretoria do Conselho Estadual de Promoção da Paz nas Escolas toma posse para biênio 2013-2014


O presidente do Conselho Estadual de Promoção da Paz nas Escolas, professor João Maria Mendonça, e a secretária executiva Luiza Flávia Rodrigues, foram reeleitos por unanimidade pelos atuais conselheiros para continuar à frente da entidade pelos próximos dois anos. Além deles, a representante da Secretaria de Estado da Justiça e da Cidadania - SEJUC, Adna Lígia Dias, foi eleita para a vice-presidência no biênio 2013-2014. A posse ocorreu esta semana e contou com a presença da secretária de Estado da Educação, professora Betania Ramalho.

O Conselho Estadual de Promoção da Paz nas Escolas é constituído por representantes de várias entidades, entre elas, secretarias de Estado da Educação e da Cultura - SEEC, da Saúde Pública - SESAP, do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social - SETHAS, da Segurança Pública e da Defesa Social - SEDEC, da Justiça e Cidadania - SEJUC, Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN, Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - UERN, Centro Estudantil Potiguar - CEP, Sindicato dos Trabalhadores em Educação - SINTE, Ministério Público do Rio Grande do Norte e Conselho Tutelar Sul.

O objetivo comum é promover uma política de promoção de paz nas escolas, sejam públicas ou privadas, com atividades que possam auxiliar no processo de ensino-aprendizagem. Atualmente, seis mil estudantes são atendidos por meio das ações do conselho, podendo chegar a 10 mil até dezembro. Entre as ações está o projeto Escotismo nas Escolas, em que os alunos aprendem lições de cidadania, fora do ambiente escolar, para que possa levá-las também à escola.

Presente à reunião que empossou não apenas a diretoria, mas todo o corpo de conselheiros, a professora Betania Ramalho, ressaltou que o envolvimento de tantas entidades reflete a preocupação com a problemática que está por trás de um processo de educação efetiva. “O papel de todos nós é de combater as interferências que atrapalham o objetivo maior da educação desses jovens. Temos que ter em mente que educação não é só escola, mas tudo que ronda a vida do estudante”, disse a secretária.  

A seguir, a lista com os nomes dos conselheiros empossados para o biênio 2013-2014:

SEEC – João Maria Mendonça de Moura
SESAP – Raissa Maria Andrade de Paiva
SETHAS – Jairo Bezerra Maia
SEDEC – Ten. Cel. PM Margarida Brandão Fernandes
SEJUC – Adna Lígia Dias
UFRN – Maria da Conceição Fraga
UERN – José Evangelista de Lima
CEP – Maria Conceição Cunha de Lima
SINTE – Maria Vicência Arimatéia dos Santos
Conselho Tutelar – Núbia de Fátima Cavalcante Rodrigues

Natal sedia 7ª Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul


Natal sedia a partir desta quarta-feira (07), a Sétima Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul. A abertura oficial, com a presença da Secretária Executiva da Secretaria Nacional dos Direitos Humanos, Patrícia Barcelos, está marcada para as 19h, no IFRN Cidade Alta, com entrada pela Rua Princesa Isabel.

Segundo a Ministra Chefe da Secretaria Nacional de Direitos Humanos, Maria do Rosário, o objetivo da Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul é estabelecer um diálogo franco e direto com o povo brasileiro sobre seus direitos fundamentais. “Mais do que assistir a filmes, trata-se de um convite ao debate, à reflexão, para construirmos juntos um país que valorize a diversidade e garanta o respeito aos Direitos Humanos.”

Fruto de uma parceria com o Ministério da Cultura, a Mostra recebe o apoio do Governo do Estado e da Empresa Brasil de Comunicação - EBC, além do patrocínio da Petrobras e da importante mobilização dos movimentos e redes de Direitos Humanos. Este ano foram 255 filmes inscritos e 37 selecionados, em todo o Brasil.

Este ano a Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul homenageará cineasta brasileiro Eduardo Coutinho, considerado um dos mais importantes documentaristas da atualidade. Ser humano dos mais sensíveis, sua capacidade de ouvir o outro salta aos olhos em cada um de seus trabalhos, registrando sem sentimentalismos as emoções e aspirações do nosso povo brasileiro.

Foi assim quando destacou a vida de metalúrgicos que conviveram com o então sindicalista Luiz Inácio Lula da Silva, no filme "Peões", ou o cotidiano de camponeses em "Cabra Marcado Para Morrer", e o dia a dia de moradores de um enorme condomínio de classe média baixa no Rio de Janeiro, em "Edifício Master". 

A programação completa com os curtas que serão exibidos na Sétima Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul até a próxima terça-feira (13), está disponível no site www.cinedireitoshumanos.org.br. Nesta quarta, os filmes exibidos, a partir das 19h, serão “O Cadeado”, de Leon Sampaio, “A Galinha que Burlou o sistema”, de Quico Meirelles, “Menino do Cinco”, de Marcelo Matos e Wallace Nogueira, e “A Fábrica”, de Aly Muritiba.