quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Gestores das DIREDs participam de encontro do Mais Educação

Os gestores das 16 Diretorias Regionais de Educação participaram nesta quarta-feira (19), de encontro realizado pela subcoordenadoria de Ensino Fundamental (SUEF), da Secretaria de Estado da Educação. A pauta em questão foi para tratar das ações desenvolvidas e os desafios nas escolas do programa federal Mais Educação.

O Mais Educação no Rio Grande do Norte funciona desde o ano de 2008 e desde então tem evoluído o número de escolas e alunos envolvidos. No ano inicial, o programa se restringia a capital do estado com 48 escolas participantes. Hoje, 96 municípios estão participando, com 328 escolas da rede estadual de ensino incluídas. Para a coordenadora do Mais Educação no Estado, professora Luciene Urbano, o encontro serviu para contribuir com a melhoria do programa. “Estamos reunidos com as DIREDs para avaliar o que está sendo feito nos municípios, trocar experiências e verificar o que pode ser melhorado”, disse.

O Mais Educação tem a proposta de adicionar três horas à carga horária dos alunos do Ensino Fundamental, além do período normal diário de quatro horas, totalizando sete horas diárias. Essas atividades extra-classes buscam auxiliar o desempenho do aluno no processo de ensino e aprendizagem, com ações extra-curriculares como a prática de esporte, dança e outras práticas culturais. Os alunos têm direito a almoço, banho e lanche.“O Mais Educação tem o objetivo de elevar o índice de aprendizagem e creio que estamos conseguindo. Prova disso é o aumento da avaliação no IDEB de 65% das escolas que tem o programa funcionando”, disse a professora Luciene Urbano.

Quem também esteve presente no encontro foi a secretária de Educação, Betânia Ramalho, que falou sobre o desafio dos gestores. “Todos nós temos um papel importante para o programa ter continuidade com qualidade. Temos que planejar e verificar as necessidades da escola. Depois aplicar a solução”, disse. A secretária falou ainda que o esporte pode dar uma contribuição significativa para o Mais Educação. “Os Jerns, por exemplo, cria nos alunos um sentimento de pertencimento à cidade e à escola que freqüenta. Temos que saber usar isso ao nosso favor para engajá-los a fazer sempre o melhor para sua escola”, alertou.

A inserção das escolas no programa federal não é obrigatória. Os gestores insteressados enviam um plano de trabalho para o Ministério da Educação, através do Sistema Integrado de Monitoramento Execução e Controle (SIMEC). O prazo para a execução deste projeto em 2012 terminou no mês de maio.

Confira a seguir as atribuições de cada envolvido no Mais Educação:
Diretor da escola – dedicação exclusiva, reunião de pais, tomada de preços, compra de material, encaminhamento de ofício ao Fundo Estadual com as despesas.

Coordenador da escola – acompanhar todas as atividades dos alunos, organizar equipes de monitores e oficineiros, fazer a relação de alunos participantes junto ao diretor, elaborar horários de atividades, distribuir as turmas, verificar freqüência e elaborar relatório.

Coordenador da Dired – acompanhar as atividades nas escolas, divulgar o programa, auxiliar diretores no processo de cadastramento no SIMEC.












Candidatos à direção das escolas estaduais devem participar de formação


A Secretaria de Estado da Educação promove nestes dias 20 e 21 de setembro, curso de formação de gestores para os candidatos à direção das escolas estaduais no biênio 2013/2014. Essa é a primeira vez em que o curso é oferecido aos concorrentes antes das eleições, como forma de ampliar a compreensão do papel do gestor. Aqueles que não participarem da formação, que é organizada pela Coordenadoria dos Órgãos Regionais de Educação, da SEEC, não poderão concorrer.

Os gestores que vão exercer os cargos de diretor e vice-diretor das escolas serão eleitos pelos servidores efetivos e alunos maiores de 12 anos das unidades. As eleições ocorrerão nos dias 17 de outubro (8ª, 13ª e 15ª DIRED), 18 de outubro (11ª, 12ª, e 14ª DIRED), 30 de outubro (7ª, 9ª e 10ª DIRED), 06 de novembro (2ª, 3ª e 4ª DIRED), 08 de novembro (5ª, 6ª e 16ª DIRED) e 13 de novembro (1ª DIRED).

O processo eleitoral será realizado através de um programa de computador específico para esse fim, e os resultados serão divulgados nas próprias escolas, nos mesmos dias das votações. Responsável pela organização, controle e monitoramento das eleições, a comissão eleitoral é composta por representantes da Secretaria de Educação, Associação Nacional de Administração Escolar - AMPAE, Associação Potiguar de Estudantes Secundaristas – APES, e Sindicato dos Trabalhadores em Educação – SINTE.

As inscrições para o processo ocorrerão nas unidades de ensino até 30 dias antes das eleições. Já os candidatos devem pertencer ao quadro efetivo da escola, por no mínimo dois anos ininterruptos, possuir licenciatura em educação e não ter processo administrativo algum no setor público, além de participar do curso de formação, que acontece nos dias 20 e 21 de setembro, no Praiamar Hotel, em Natal. Nomeação e posse dos eleitos estão previstas para o final de novembro.

Durante o mandato de dois anos, os eleitos serão responsáveis pela articulação da comunidade escolar, pelo gerenciamento dos recursos financeiros e responderão por todos os atos administrativos da escola.