quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Projeto Amigos da Escola promove dia temático na Escola Estadual Ferreira Itajubá

A Secretaria de Estado da Educação e da Cultura (SEEC), por meio da Subcoordenadoria de Educação de Jovens e Adultos (SUEJA), está realizando o III Dia Temático do Projeto Amigo da Escola, com o tema O Valor da Leitura, que acontecerá nesta sexta feira, 31 de agosto, das 8h às 15h, na Escola Estadual Ferreira Itajubá, no bairro de Neópolis, em Natal.

O III Dia Temático do Projeto Amigo da Escola tem como objetivos integrar a escola com a sociedade, valorizar a escola publica e promover o trabalho voluntário nas atividades de ensino e aprendizagem, através de parcerias que venham a fortalecer a escola pública, destaca a professora Clotilde Maria Godeiro Coutinho, coordenadora do projeto.

O Dia Temático reunirá alunos das escolas públicas Ferreira Itajubá, Maia Neto, Stela Wanderley, Lourdes Guilherme, Berilo Wanderley, Antônio Severiano, Carlos Belo Moreno, Arnaldo Monteiro, Eduardo Gomes, Maria Francinete, Floriano Cavalcante e Jorge Fernandes, e terá, na programação, oficinas pedagógicas, cinema nacional, apresentações de poesia, literatura de cordel, karatê, e da banda de Música da Escola Estadual Ferreira Itajubá.

O Amigos da Escola é um projeto da Secretaria de Educação e Cultura (SEEC), Rede Globo e IntertvCabugi, em parceria com o ITEP/RN, Secretaria Estadual da Justiça e Cidadania e a Federação Estadual de Karatê Amigos da Escola Norteriograndense (FEKAEN), e oferece, também, serviços de utilidade social, como a expedição de Carteira de Identidade, Carteira de Trabalho e CPF.

A seguir, imagens da última edição do evento, em Mossoró.



 




Desempenho da Provinha Brasil já pode ser consultado pelos gestores



Desde a última segunda-feira (27), gestores das Escolas Estaduais e Municipais do Rio Grande do Norte, que enviaram dados cadastrais de suas escolas e inscrições dos alunos da Provinha Brasil, podem consultar os desempenhos. Basta acessar o link  http://www.educacao.rn.gov.br/contentproducao/aplicacao/seec/provinha/index.asp e digitar login e senha do responsável cadastrado para ter acesso aos dados. A consulta pode ser filtrada e detalhada por turma, escola, município e Diretoria Regional de Educação, DIRED.

A Provinha Brasil é uma avaliação diagnóstica do nível de alfabetização das crianças matriculadas no segundo ano de escolarização das escolas públicas brasileiras. Essa avaliação acontece em duas etapas, uma no início e a outra ao término do ano letivo. A aplicação em períodos distintos possibilita aos professores e gestores educacionais a realização de um diagnóstico mais preciso que permite conhecer o que foi agregado na aprendizagem das crianças, em termos de habilidades de leitura dentro do período avaliado.

No Rio Grande do Norte, a primeira etapa de 2012 ocorreu nos meses de junho e julho, com 20 questões de Leitura e Matemática. Já a segunda etapa será realizada no mês de novembro, com outras 20 questões.

Alunos da rede estadual participam de Cortejo do Agosto da Alegria na Zona Leste


A Secretaria de Educação do Estado contribuiu efetivamente para a realização do Agosto da Alegria 2012, encerrando suas atividades no evento com a participação de 1.500 alunos da rede estadual no Cortejo em homenagem à Deífilo Gurgel, com as escolas da Zona Leste de Natal. Nesta quarta-feira (29), os alunos foram às ruas da região, partindo do bairro das Rocas, em um resgate aos valores culturais do povo potiguar.

Os estudantes apresentaram danças do Bumba Meu Boi, Maculele, Araruna, Carimbó, Coco do Pastoril, Boi de Reis, Cabloquinho e Capoeira. Houve ainda a participação de bandas e fanfarras das Escolas Estaduais Atheneu Norteriograndense, Alberto Torres, Josefa Sampaio, Mascarenhas Homem, Padre Monte, Tiradentes, Severino bezerra, Winston Churchill, e Escola Estadual Da Paz, de Macaíba. No total, 29 escolas participaram, sete delas do interior.

A movimentação foi concluída na praça dos pescados, da Praia do Meio, com show e apresentações teatrais, danças de rodas e quadrilhas. O Cortejo Cultural foi realizado nas quatro regiões administrativa de Natal, todas as quartas-feiras de agosto e movimentou em suas quatro apresentações, doze mil estudantes de escolas estaduais.

A Secretária de Educação, professora Betania Ramalho, destaca a participação dos alunos no cortejo como uma oportunidade de formação para a educação cidadã multiplicadora. "Essa feliz iniciativa do Governo oferece a todos os seus protagonistas um interessante intercâmbio sociocultural através da troca de experiências com outras comunidades e municípios, com desdobramentos no enriquecimento curricular da Educação do Estado", ressaltou ela.

O cortejo desta quarta-feira (29), foi acompanhado pela Secretária Extraordinária da Cultura, professora Isaura Amélia Rosado, e pela coordenadora de Desenvolvimento Escolar, da Secretaria de Estado da Educação, professora Isabel Pinheiro.

As imagens são de Márlio Forte.































DIREDs recebem visita de gestores da Educação

O Secretário-adjunto da SEEC, Joaquim Oliveira, e a coordenadora de Recursos Humanos, Ivonete Bezerra, encerrarão na próxima semana o cronograma de visitas às Diretorias Regionais de Educação e Cultura (DIREDs), iniciadas há dois meses. As últimas DIREDs a serem visitadas são as de Santa Cruz, Angicos e João Câmara, a 7ª, a 8ª e a 16ª, respectivamente.

Joaquim Oliveira informa que o objetivo das visitas é conhecer e ouvir os diretores sobre os problemas que existem nas escolas estaduais, sendo os principais os de estrutura física e falta de professores. O passo seguinte a identificação das reivindicações será a implementação de formas mais eficientes de comunicação entre escolas, DIREDs e SEEC, para se poder “otimizar ações de solução”.

O secretário-adjunto disse ainda que o Sistema de Gestão de Pessoal (SAGEP), o SIGEduc e a instalação da nova rede de tecnologia na Secretaria permitirão uma mais rápida atualização e visualização dos dados escolares, especialmente no quem se refere às verbas destinadas às escolas, possibilitando um melhor combate ao desperdício e controle da aquisição dos bens necessários às escolas.

A visita às escolas, por parte dos gestores da Secretaria, vem sendo muito bem recebida pelos diretores e comunidade escolar, que declaram ser esta uma prática não verificada nos governos anteriores. A informação é confirmada pela coordenadora da COAPRH, Ivonete Bezerra. Ela diz ainda que esses encontros estão servindo também para que os diretores recebam orientações pedagógicas, legislação e gestão escolar.

Secretaria divulga nota de esclarecimento sobre Transporte Escolar



NOTA DE ESCLARECIMENTO

Os ônibus destinados ao transporte escolar são adquiridos por meio de recursos próprios do Estado e de convênio com o FNDE-MEC. A Secretaria de Estado da Educação, por sua vez, celebra convênio com os municípios, cedendo os ônibus e responsabilizando cada prefeito pela gestão do transporte. Uma exigência do convênio é que os ônibus sejam utilizados para transporte exclusivo de estudantes da Educação Básica. Compete aos gestores e à sociedade organizada acompanhar a correta utilização do transporte escolar.

Betania Leite Ramalho
Secretária de Estado da Educação e da Cultura


Apresentações culturais e palestras marcam Encontro Estadual do Proler

Com as canções “Se essa rua fosse minha” e “Borboleta pequenina”, a professora Dorinha e os meninos dos “Humanecentes” deram início nesta terça-feira (28) ao XVI Encontro Estadual do PROLER, que teve como tema – “Memórias de Leituras Docentes: contribuições para a formação leitora”. O evento ocorreu até esta quarta-feira (29), no Auditório Angélica Moura, da Secretaria de Estado da Educação de da Cultura.

A apresentação do grupo também contextualizou a importância de se atentar para o mundo em que queremos viver, desde cedo, fazendo referência ao livro “Mundo para que te quero” da professora Salizete Freire Soares. A obra concorre este ano ao prêmio Jabuti de literatura na categoria infanto-juvenil. Salizete Freire esteve no local autografando o livro.

Em seguida, a professora Cláudia Maria Gomes de Araújo, da Escola Estadual Presidente Roosevelt, apresentou o projeto que desenvolve com alunos do ensino médio, Cafeteria Sabor Literário. Este tem o intuito de despertar jovens para a necessidade de conhecer mais obras literárias do século XIX e XX, do Romantismo, Parnasianismo e Realismo. De forma teatral, os alunos recitaram a temática do amor, de autores como Gonçalves Dias, Castro Alves e Olavo Bilac.

Assistiram atentamente as apresentações, o secretário-adjunto de educação, Joaquim Oliveira e a coordenadora de Desenvolvimento Escolar (CODESE), Isabel Pinheiro. A professora se mostrou entusiasmada com a apresentação dos meninos, destacando a importância da continuidade de projetos incentivadores de leitura. “Momentos como esses são capazes de sensibilizar qualquer pessoa. Gostaria de parabenizar professores e alunos, depois fazer um pedido para que continuem com esse tipo de ação”, destacou.

Já o secretário-adjunto foi mais a fundo e disse que relembrou sua infância ao receber o convite do evento. Para ele, nós somos o que lemos, e só se pode passar para alguém o que leu se houver um aprendizado efetivo. Joaquim Oliveira fez também um apelo àqueles mediadores e incentivadores da leitura, os professores. “Leiam mais para ensinar mais, o papel da educação é fazer o outro enxergar, e só a leitura pode proporcionar tal objetivo”, disse.

A professora doutora Alessandra Cardozo Freitas, do curso de Pedagogia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), corroborou com a fala do secretário adjunto iniciando a palestra “Memórias de Leituras dos Docentes: contribuições para a formação leitora”, em que enfatizou a memória como meio para desenvolver novos leitores.

Para sustentar sua tese, Alessandra Freitas citou o livro “A importância do Ato de Ler”, de Paulo Freire e desenvolveu a argumentação do autor em três atos: chão de casa, na escola e o professor. O primeiro fala da experiência inicial que Paulo Freire teve com a leitura na areia do chão da própria casa. O segundo o que ele chama de “escola mundo”, que tem contato com regras gramaticais e uma variedade maior de temas sociais. E por último, quando foi professor, relembrando através da memória todos os passos citados e ensinando o que aprendeu aos seus alunos.

A especialista concluiu que as memórias de leitura influenciam no modo de compreender e ensinar a mesma leitura. E finalizou com o mesmo pedido feito pelo secretário-adjunto: ler mais para ensinar mais.