quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Secretaria de Educação convoca municípios que ainda não lançaram dados da Provinha Brasil


Termina na próxima sexta-feira (24), o prazo para os municípios que ainda não lançaram os resultados da aplicação do Teste 1 da Provinha Brasil no sistema compartilhado do MEC. As avaliações de Leitura e Matemática foram aplicadas para os alunos do segundo ano do Ensino Fundamental e vão diagnosticar as intervenções pedagógicas necessárias para que eles consigam chegar ao Teste 2, aplicado ao final do ano, com desempenho melhor.

A Provinha Brasil é uma avaliação diagnóstica do nível de alfabetização das crianças matriculadas no segundo ano de escolarização das escolas públicas brasileiras. Essa avaliação acontece em duas etapas, uma no início e a outra ao término do ano letivo. A aplicação em períodos distintos possibilita aos professores e gestores educacionais a realização de um diagnóstico mais preciso que permite conhecer o que foi agregado na aprendizagem das crianças, em termos de habilidades de leitura dentro do período avaliado.

A partir das informações obtidas pela avaliação, os gestores e professores têm condições de intervir de forma mais eficaz no processo de alfabetização aumentando as chances de que todas as crianças, até os oito anos de idade, saibam ler e escrever, conforme uma das metas previstas pelo Plano de Metas Compromisso Todos pela Educação.

A Provinha Brasil é elaborada pelo Inep, e distribuída pelo MEC/FNDE para todas as secretarias de educação municipais, estaduais e do Distrito Federal. Assim, todos os anos os alunos da rede pública de ensino, matriculados no segundo ano de escolarização, têm oportunidade de participar do ciclo de avaliação da Provinha Brasil.

Técnicos das DIRED participam de Seminário de Capacitação

A Coordenadoria dos Órgãos Regionais de Educação da SEEC promoveu nestes dias 20 e 21, o Seminário de Formação dos Técnicos das 16 Diretorias Regionais de Educação - DIRED. O objetivo foi promover o diálogo entre os profissionais que se encontram no exercício de atividades de gestão pedagógica, administrativa e financeira nas DIRED, assessorando-os na execução das ações e programas educacionais, tendo em vista a demanda das necessidades detectadas nas escolas.

"As mais diferentes ações que compõem a gestão de uma escola ou sistema de ensino são resultantes do trabalho de múltiplos sujeitos. Compreendemos que a prática de gestão não se desenvolve de modo solitário. Ela se faz em equipe, com o envolvimento de todos.  Na perspectiva de valorizar o servidor público, a formação que estamos promovendo, proporcionará avanços na qualificação dos profissionais das DIRED e consequentemente no aperfeiçoamento de suas práticas no atendimento à comunidade educacional.", ressaltou a coordenadora da CORE, professora Elizabeth Jácome.

O Seminário contou com palestras do secretário-adjunto da Educação, professor Joaquim Oliveira, sobre o projeto de Educação do Rio Grande do Norte, o Papel Pedagógico das DIRED na Ação Pedagógica Docente e Gestão de Pessoal; da psicóloga Ivanilde Severiano, do SEBRAE, sobre a importância da liderança na implementação da Gestão Estratégica; e da professora Adriana Valéria Diniz, assessora pedagógica da SEEC, sobre Planejamento Estratégico.

As imagens são de Márlio Forte.












Professora da Rede Estadual concorrerá ao Prêmio Jabuti


A professora de Língua Portuguesa e Literatura, Salizete Freire Soares, irá concorrer em setembro, no Rio de Janeiro, ao prêmio Jabuti 2012 de Literatura, o mais importante do país e que está em sua 54ª edição. O livro “Mundo pra que te quero”, vai brigar na categoria infantil do evento.

Com ilustração do pernambucano reconhecido internacionalmente pelos seus desenhos, André Neves, “Mundo pra que te quero” ainda tem a apresentação escrita do renomado escritor Bartolomeu Campos de Queirós, que já faturou dois Jabutis. Por esses motivos e pelo projeto editorial, a professora acredita que seu livro tem boas chances de ser selecionado para a etapa de premiação em dezembro, também no Rio de Janeiro.

“André Neves escolhe somente dois livros por ano para ilustrar em Frankfurt, onde mora, e justamente quis desenhar ‘Mundo pra que te quero’. Já a recomendação feita por um nome de peso como o de Bartolomeu Campos de Queirós, com certeza vai conferir a obra uma representação grande para que possa ser selecionada”, disse a autora.

“Mundo pra que te quero” é uma obra que faz a releitura do campeão de bilheteria do cinema mundial “Avatar”. A proposta é de apresentar ao ser habitante da terra a sua relação com o meio ambiente. Mostra a mudança do dia e a noite como uma sucessão, de metamorfose da vida nos reinos animal, vegetal e mineral e as respectivas relações com a natureza.

Em Natal, o livro pode ser adquirido exclusivamente na sede da editora Paulinas, que fica situada à rua João Pessoa, no Centro, pelo preço de R$ 29. A internet também pode ser uma opção para adquirir o livro, em lojas virtuais. Além disso, em algumas escolas estaduais de Natal, também é possível ter contato com o livro por meio do programa “escola de leitores”.

Salizete Freire Soares é formada em Letras pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e desde 1985 trabalha na rede pública de ensino. Atualmente é coordenadora do Programa do Livro Didático da Secretaria de Estado da Educação.

Sobre o Prêmio Jabuti
O Prêmio Jabuti nasceu em 1957 com a necessidade de resgatar o entusiasmo pela produção literária no país, devido a escassez de recursos na educação para a época. O nome se deu por causa da efervescência do nacionalismo e modernismo, juntamente com a vontade de valorização da cultura brasileira.

Neste ano, o Prêmio Jabuti oferecerá a premiação de um troféu e uma quantia de R$3.500,00 por vencedor de cada categoria (29 ao todo). Já os vencedores de livros do ano para ficção e não ficção receberão R$35.000,00, cada.

A escolha dos vencedores será feita por um júri formado por profissionais do mercado editorial, que serão escolhidos pelo recém-criado Conselho Curador do Prêmio.

Aluna da rede estadual vence concurso de redação sobre trânsito


A estudante Aline Raquel da Silva Lima, do 3° ano noturno da Escola Estadual Instituto Padre Miguelinho, de Natal, foi a primeira colocada na categoria Ensino Médio no 1° Prêmio SEMOB de Educação no Trânsito. “Sou jovem, sou consciente no trânsito” foi o tema da redação desenvolvida pela aluna.

Em sua primeira edição, o prêmio foi desenvolvido pela Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (SEMOB) e abrangeu estudantes das redes particular e pública do Estado. A proeza de Aline teve a coordenação da professora Nelma Gomes Bezerra e deixou o diretor da escola, Josué Araújo de Melo, bastante feliz com o resultado. “Estamos muito entusiasmados aqui na escola. Foi um resultado excelente, mesmo concorrendo com estudantes de escolas particulares”, disse.

Aline conta que a motivação para escrever a redação se deu após ela presenciar um acidente envolvendo uma jovem, que sofreu sequelas graves. Apesar da habilidade com as letras, a estudante diz que vai ser Contabilista, pois também tem habilidade  com os números.

A premiação aconteceu no salão de eventos da Assembleia Legislativa do estado do Rio Grande do Norte no início do mês.




Gestores e técnicos da 3ª DIRED participam de capacitação do PDE Interativo



A partir desta quarta-feira (22), gestores e coordenadores da 3ª Diretoria Regional de Educação participam em Nova Cruz da capacitação do PDE Interativo. A capacitação está sendo promovida em todas as 16 DIREDs pela Secretaria de Estado da Educação, através da Coordenadoria de Articulação com os Sistemas de Ensino (COASE). “Foco na escola efetiva” é o tema.

Professora Rosângela Holanda, da COASE, coordena os trabalhos de capacitação (Na foto, ao lado da Secretária Betania Ramalho)

O objetivo é capacitar os gestores e coordenadores das Escolas Estaduais na metodologia do PDE Interativo, buscando a internalização do processo de planejamento estratégico e o fortalecimento da gestão escolar com foco na melhoria da aprendizagem dos estudantes e, consequentemente, no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) das escolas. Os Grupos de Trabalho vão apresentar filmes, oficinas, diretrizes, noções de planejamento estratégico e do PDE Nacional.

O que é o PDE
O PDE Escola é uma ferramenta gerencial que auxilia a escola a realizar melhor o seu trabalho: focalizar sua energia, assegurar que sua equipe trabalhe para atingir os mesmos objetivos, avaliar e adequar sua direção em resposta a um ambiente em constante mudança.

O PDE vê a escola como um todo em sua perspectiva estratégica, não apenas em sua dimensão pedagógica. Constitui um esforço disciplinado da escola para produzir decisões e ações fundamentais que moldam e guiam o que ela é, o que faz e por que assim o faz, com um foco no futuro.
PDE Interativo

O PDE Interativo tornou – se uma ferramenta de planejamento participativo da Gestão escolar, que visa auxiliar a escola a identificar problemas, eleger prioridades e organizar ações, definindo um caminho para alcançar os seus objetivos.

O Sistema foi concebido a partir da metodologia de planejamento estratégico utilizado pelo PDE Escola e sua formulação teve como principal objetivo universalizar o acesso à ferramenta, tornando – a acessível e de fácil navegação.

O Plano está dividido em três partes: Diagnóstico – principais dificuldades, Prioridades – com base no diagnóstico e o Plano de Ação - que define os objetivos, metas e ações para o alcance das melhorias desejadas.

Parlamento Jovem Brasileiro já o tem o representante do estado

Em sua nona edição, o Parlamento Jovem Brasileiro já tem o representante do Rio Grande do Norte. Trata-se do estudante Andson Robson Cardoso de Farias, da Escola Estadual Maurício Freire, de São Paulo do Potengi.

Andson Farias elaborou um projeto de lei chamado “Brasileirinhos saudáveis”, em que ele propõe uma alimentação orgânica nas escolas e o consumo de frutas tropicais nas horas do lanche. Com a redação preenchendo os requisitos de forma técnica, apresentando clareza, justificativa e boa gramática, ele vai para a Câmara dos Deputados em Brasília entre 24 e 28 de setembro para tomar parte da atividade parlamentar do local.

O que são alimentos orgânicos
Os alimentos orgânicos são aqueles que utilizam, em todos seus processos de produção, técnicas que respeitam o meio ambiente e visam a qualidade do alimento. Desta forma, não são usados agrotóxicos nem qualquer outro tipo de produto que possa vir a causar algum dano a saúde dos consumidores.

Entre os benefícios e vantagens do consumo de alimentos orgânicos pode-se citar: Os alimentos são mais saudáveis, pois são livres de agrotóxicos, hormônios e outros produtos químicos; São mais saborosos; Sua produção respeita o meio ambiente, evitando a contaminação de solo, água e vegetação; A produção usa sistemas de responsabilidade social, principalmente na valorização da mão-de-obra.

Sobre o Parlamento Jovem
O Parlamento Jovem é instalado anualmente e tem o objetivo de possibilitar aos alunos de escolas públicas e particulares a vivência do processo democrático, mediante a uma jornada parlamentar na Câmara dos Deputados. Os deputados jovens são pré-selecionados pelas secretarias de educação dos respectivos estados, por meio da apresentação de um projeto de lei.

O projeto de lei deve ser apresentado nas escolas, em conjunto com a ficha de inscrição e documentação requerida, e deverá versar sobre temas nas seguintes áreas: Agricultura e Meio Ambiente; Saúde e Segurança Pública; Economia, Emprego e Defesa do Consumidor; Educação, Cultura, Esporte e Turismo.

Os estudantes devem ter entre 16 e 22 anos e estar matriculado e frequentando regularmente o 2º ou 3º ano do Ensino Médio em escolas públicas ou particulares.

Centenário de Mossoró comemora resultado do IDEB

A Escola Estadual Centenário de Mossoró comemora a nota 5,28 no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica-IDEB 2011, a maior da 12ª DIRED. Fundada em 1997, a unidade é um exemplo de qualidade no ensino básico e desde 2005 obtém índices acima da média nacional do IDEB. O Centenário oferece seis turmas, com 232 vagas para estudantes do 6° ao 9° ano.

De acordo com a diretora, Socorro Santos, entre os motivos que tem contribuído para manutenção desses índices está o fato da escola nunca aderir a greves e participar de movimentos culturais promovidos na cidade e na comunidade escolar. Ela lembra ainda que em 2011, dos vinte e cinco estudantes escritos para o exame do Instituto Federal de Ciências e tecnologia- IFRN, a Escola Centenário aprovou nove. E ressalta o trabalho em equipe, com dedicação e responsabilidade.

Outro ponto importante do trabalho realizado na unidade é o da comunicação, que envolve a comunidade escolar desde a matrícula até o resultado no final do ano. Dessa forma, a escola agenda em sua programação semestral, reuniões com pais e mestres, o que contribui de forma positiva para os resultados adquiridos. Além disso, ocorrem encontros bimestrais com os professores para avaliação dos conteúdos aplicados em sala de aula e trabalhos extraclasse.