quinta-feira, 7 de junho de 2012

Diretor do MEC destaca pioneirismo da Educação do RN


O diretor de valorização dos profissionais de Educação, do MEC, professor Antonio Lambertucci, saiu entusiasmado do primeiro Seminário Estadual de Articulação com os Sistemas de Ensino. O evento foi promovido pela Secretaria de Estado da Educação e reuniu entre os dias 5 e 6 de junho, no auditório do Praiamar Hotel, em Ponta Negra, os secretários municipais de Educação do Rio Grande do Norte. Segundo ele, o Estado dá um passo importante com a criação da Coordenação de Articulação com os Sistemas de Ensino, anunciada durante o seminário.

“Desde a constituição de 1988, o Brasil vem se consolidando como uma das democracias mais desenvolvidas do planeta, buscando fazer com que os direitos dos cidadãos sejam respeitados. E assim é com a educação. Precisamos pensar na educação como única alternativa de procurar saídas coletivas para nossos problemas. E o Rio Grande do Norte dá um passo importante nesse sentido, com a criação da Coase. É uma ação pioneira no país.”, afirmou o professor.

Antonio Lambertucci é ligado à recém-criada Secretaria de Articulação com os Sistemas de Ensino, do Ministério da Educação. “Com a Sase, estamos superando uma forte hierarquia que existia no MEC, passando a tratar todos os entes federativos, inclusive os municípios, de igual para igual. O que favorece uma relação de diálogo e respeito, para que possamos buscar alternativas de trabalho conjunto.”, concluiu o professor.

Atenta às palavras do representante do MEC, a secretária de Educação, Betania Ramalho, disse que espera consolidar o mais rápido possível a Coase. “Não dá para pensar numa educação apenas do estado e de uma secretaria que tenta alavancar a educação apenas do estado. O nosso desafio é alavancar a Educação Básica como um todo. Nesse sentido, quando pensamos numa política de educação da secretaria, se fez necessário um bom relacionamento com os municípios, para que a gente possa pensar e trabalhar em conjunto.”, continuou.

Para a secretária, os primeiros passos nesse sentido poderiam ser dados a partir de um calendário escolar unificado e uma agenda conjunta de formação. “Além disso, precisamos investir na base do sistema. Hoje, o investimento maior dos municípios é no Ensino Fundamental, mas não podemos continuar investindo do topo para baixo. Tem que ser ao contrário. É preciso começar pela Educação Infantil, para que os nossos estudantes cheguem ao Ensino Médio melhor preparados.”, concluiu Betania Ramalho.

Quem também falou sobre o novo projeto da secretaria foi a professora Rosângela Holanda, que deverá assumir a coordenação de Articulação com os Sistemas de Ensino, da Secretaria de Educação, assim que a alteração no organograma do órgão seja aprovada pela Assembleia Legislativa. Para ela, “neste momento do Plano Nacional de Educação, em que o Brasil busca atingir metas, a Coase é um passo essencial no sentido que as metas sejam cumpridas. As necessidades da Educação agora são responsabilidades de todos.”, ressaltou a pedagoga.

As imagens são de Márlio Forte.








A Rio + 20 também é aqui


 
Uma caminhada ecológica, no Centro Administrativo, encerrou nesta quarta-feira, 6, as atividades da Semana do Meio Ambiente, promovida pelo Núcleo de Educação Ambiental da Secretaria de Estado da Educação. Participaram da movimentação, técnicos da secretaria, alunos e professores das escolas estaduais Presidente Café Filho, Lauro de Castro, Maria Queiroz, 15 de Outubro, Ana Júlia e Professor Francisco Ivo.

Com o tema "A Rio + 20 também é aqui", a Semana de Meio Ambiente teve início na última segunda-feira, 4, quando professores e técnicos da Secretaria de Estado da Educação participaram de uma aula-passeio no Barco-escola Chama Maré, no Estuário do Rio Potengi.

A programação continuou na terça-feira, 5, com discussões sobre o tema no auditório Angélica Moura, da SEEC. Pela manhã, gestores e estudantes acompanharam palestra proferida pelo professor da Universidade Potiguar, Thiago Mesquita, que abordou a gestão ambiental no contexto educacional. À tarde, após apresentação especial da banda marcial da Escola Estadual Nestor Lima, professores de escolas da Educação Básica realizaram uma Mesa Redonda sobre os desafios da inserção da Educação Ambiental no currículo escolar.

As imagens são de Málio Forte.









Esperança para formação de cidadãos

Os jovens atendidos pelo projeto Esperança, do exército, fizeram uma visita de cortesia nesta quarta-feira, 6, à Secretaria de Estado da Educação. O projeto oferece atividades de reforço escolar, educação física, arte e lazer a garotos de comunidades carentes de Natal.

As imagens são de Marlio Forte.