quarta-feira, 23 de julho de 2014

Primeira etapa do RN Sustentável contempla 223 escolas


No início da tarde de ontem (22) foram conhecidas as escolas estaduais que serão beneficiadas pelo Projeto de Inovação Pedagógica – conhecido pela sigla PIP, que reúne as atividades da Secretaria de Educação de apoio técnico, pedagógico e financeiro custeadas pelo projeto RN Sustentável, pacote de ações executadas pelo Governo do Estado com recursos do Banco Mundial. O valor investido na primeira etapa será de R$ 2.160.000,00.

“O objetivo do novo rumo que estamos dando a educação neste quadriênio 2011-2014 é para levarmos nossos estudantes a Escola do Futuro”, com estas palavras a secretária de Educação, Betania Ramalho, desejou boas vindas aos convidados, diretores e técnicos da secretaria na abertura do sorteio das escolas que receberão recursos do RN Sustentável.

Na primeira etapa do PIP, 130 escolas serão beneficiadas nas 16 diretorias regionais de ensino, servindo como um projeto piloto para as próximas ações voltadas para a Educação. Mas para que 130 instituições de ensino fossem contempladas foi realizada uma pré-seleção de escolas-candidatas com o intuito de escolher apenas as instituições que atendessem as demandas do PIP. 223 escolas que não terão mudança na gestão nos próximos anos, que desenvolvesse atividades pedagógicas voltadas para 6º ano do ensino fundamental e 1ª série do ensino médio, que não possuam o Ensino Médio Inovador e que configure no porte I, II, III e IV de alunos na escola estavam aptas a concorrer.


Representantes do Tribunal de Contas do RN e do Banco Mundial acompanharam o sorteio, que foi realizado por meio de software desenvolvido para a escolha das escolas. Diretoras das dezesseis Direds conheceram as escolas e receberam as primeiras instruções para a realização dos PIPs, como o envio para as escolas sorteadas de um kit contendo ficha de adesão ou desistência, formulário de inscrição para capacitação presencial para a elaboração de projetos inovadores, com previsão de encontros entre os meses de setembro e outubro, e informativo sobre os conceitos e ações desejadas pelo PIP.

Todas as escolas serão acompanhadas pelas diretorias regionais de ensino e técnicos da SEEC na elaboração dos projetos que serão financiados. Cada gestor, de acordo com os direcionamentos de execução do PIP, apresentará a forma que os recursos serão aplicados na melhoria da educação em sua escola. “Uma vez apresentado e passando pela analise dos técnicos e normas do programa, o crédito é aprovado e depositado em parcela única”, disse a secretária de Educação.


O financiamento dos projetos obedecerá à proporcionalidade do porte da escola. As escolas de porte I, que tem mais de 1200 alunos, receberá R$ 25.000,00; as de porte II (de 500 a 1199 alunos) serão beneficiadas com R$ 20.000,00; as de porte III (de 250 a 499 alunos) receberá R$15.000,00 e as escolas de porte IV (de 100 a 249 alunos) terá disponível R$ 10.000,00 para custear o projeto de inovação pedagógica.

Foram contempladas: quatro escolas de porte I (R$ 100.000,00), 57 escolas de porte II (R$ 1.140.000,00), 46 escolas de porte III (R$ 690.000,00) e vinte e três do porte IV (R$ 230.000,00). Os recursos devem beneficiar o 6º ano do Ensino Fundamental e 1ª série do Ensino Médio, para combater a evasão escolar, incentivar o desenvolvimento das potencialidades dos estudantes e valorizar as técnicas de ensino aprendizagem. “Não é um financiamento que parte da secretaria para a escola. O dinheiro será aplicado pela escola, de acordo com o que ela necessita e com o aval do conselho escolar”, finalizou Betania Ramaho.

Confira a relação das escolas contempladas clicando aqui.

Educação realiza oficina sobre alimentação escolar

A Secretaria Estadual de Educação em parceria com o programa RN Sustentável realiza durante o dia de hoje (22), na Escola do Governo, oficinas sobre o PNAE - Programa Nacional de Alimentação Escolar que é considerado o maior programa do mundo e o único com atendimento universalizado.   

A ação tem como objetivo promover aos gestores da rede estadual de ensino conhecimento acerca dos procedimentos necessários à aquisição dos produtos para alimentação escolar, com vista ao cumprimento da Lei no 11.947/2009, que diz que todo recurso para alimentação escolar têm que ser comprados em alimentos da Agricultura familiar.

Ao todo serão 35 oficinas sobre o PNAE, em todo Estado. Elas vão acontecer de 22/07 a 31/10, tendo como público alvo os gestores das escolas estaduais, secretários municipais de Educação, Extensionistas Rurais da Emater, MDA, Fetraf, Fetarn e Conselhos Municipais de Desenvolvimento Solidário. Na oportunidade será distribuída a cartilha “PNAE – O Encontro da Agricultura Familiar com Alimentação Escolar”, que orientará os processos de compra dos produtos da agricultura familiar.

Segundo a Subcoordenadoria de Assistência ao Educando da Seec, setor responsável pelo desenvolvimento da ação, com apoio da Emater e do Idiarn, objetivo é garantir a segurança alimentar e nutricional dos alunos da rede estadual de ensino, respeitando as diferenças biológicas entre idades e condições de saúde dos alunos que necessitem de atenção específica e aqueles em situação de vulnerabilidade social.

segunda-feira, 21 de julho de 2014

Agenda cultural


Cresce o número de professores que usam internet em sala de aula


Os professores e alunos brasileiros cada vez mais utilizam computador e internet em suas atividades em sala de aula. Essa é uma das conclusões da pesquisa TIC Educação 2013, realizada pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br) por meio do Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (CETIC.br), do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br). 

A coleta de dados para a realização da quarta edição da TIC Educação aconteceu entre os meses de setembro e dezembro de 2013. Foram entrevistados, presencialmente, 939 diretores, 870 coordenadores pedagógicos, 1.987 professores e 9.657 alunos, de 994 escolas públicas e privadas localizadas em áreas urbanas de todas as regiões do território nacional.

Nas escolas públicas, 46% dos professores declararam utilizar computador e internet em atividades com os alunos na sala de aula um aumento de 10 pontos percentuais em relação ao ano de 2012. Esse dado mostra como o professor percebe a importância do uso das novas tecnologias com os alunos, pois, parte deles leva seu computador pessoal para a sala de aula”, explica Alexandre Barbosa, gerente do CETIC.br.

Ainda que a sala de aula tenha crescido como local de uso do computador e da internet nas atividades com os alunos, o ambiente mais comum para o uso de computador e internet nas escolas públicas segue sendo o laboratório de informática (76%). Outro destaque está no crescimento do uso de tablets nas escolas públicas. Enquanto em 2012 apenas 2% delas possuíam esse tipo de equipamento, em 2013 esse número chegou a 11%. 

Clique aqui e baixe a pesquisa TIC 2013.

Prêmio Respostas para o Amanhã segue com inscrições abertas


Com o objetivo de estimular e difundir práticas educativas do Ensino Médio, a Samsung realiza a primeira edição do prêmio Respostas para o Amanhã. Alunos e professores serão desafiados a desenvolverem práticas educativas a partir das questões que fazem parte da comunidade de cada participante, apresentando soluções simples que transformem a realidade local.

Podem se inscrever professores da rede pública – municipal, estadual e federal – que lecionem as disciplinas do Ensino Médio das áreas das Ciências da Natureza e da Matemática e suas tecnologias (Biologia, Física, Química ou Matemática). Para ter acesso a inscrição, clique aqui. O período de inscrições encerra-se em 14 de setembro.

Devem ser inscritas práticas educativas realizadas durante o ano letivo de 2014. Cada professor poderá realizar mais de uma inscrição, podendo uma mesma escola participar com mais de um professor inscrito, desde que com salas diferentes. Cada inscrição corresponde a uma prática educativa desenvolvida numa determinada sala de aula, que só poderá participar uma única vez e com limite de 50 alunos por sala.

A Samsung, por meio de uma comissão contituida por representantes de instituições públicas e privadas, premiará cinco práticas pedagógicas em todo o país com tablets, TV de 60”, câmeras, notebooks e troféu. Terão direito a receber o prêmio alunos, professores e gestores das escolas selecionadas. Dessas cinco, a grande vencedora será conhecida por meio de voto direito dos internautas. Acesse a página do prêmio e inscreva-se.

Estudantes potiguares participarão de fórum de iniciação científica em Londres


Estudantes da Rede Estadual de Ensino estarão entre os 350 jovens cientistas de 60 países, participantes do 56º LIYSF (London International Youth Science Forum), no Imperial College, em Londres, Inglaterra. O avento acontecerá durante o período de 23 deste mês a 6 de agosto próximo. Ao todo serão três projetos expostos por quatro alunos dos municípios de Mossoró (Escola Estadual Eliseu Viana), Tibau (Escola Estadual Rui Barbosa) e Umarizal (Escola Estadual 11 de Agosto). 

Sob o tema Eureka! - Descoberta e Desenvolvimento em Ciência, o LIYSF2014 discutirá de que forma os cientistas podem criar novas soluções e abordagens para desafios importantes. De acordo com os organizadores, o evento deverá considerar como a ciência gerencia - ou deveria gerenciar - os processos de inovação para alcançar o máximo de benefícios; e como as soluções propostas podem afetar e serem afetadas no que diz respeito à ética, à economia, à política, à logística e com fatores sustentáveis. 

Além de exporem os seus projetos, os estudantes participarão de palestras, visitas a centros de ciência e de pesquisa e fóruns de discussão com renomados cientistas. O evento inclui visitas a locais históricos e culturais da cidade. Dentro do circuito de visitas estão as universidades de Cambridge e a de Oxford, quando terão a oportunidade de conhecer algumas pesquisas realizadas nas duas instituições. Todos esses momentos caracterizam uma experiência única aos jovens cientistas. O fórum que acontece, desde 1959, proporciona, também, a troca de experiências com os participantes dos demais países.

Os projetos participantes do 56º LIYSF foram premiados, durante a 3ª. Feira de Ciências do Semiárido Potiguar, realizada em Mossoró, em outubro do ano passado. A Feira é parte integrante do Programa de Extensão Ciência para Todos no Semiárido Potiguar, da UFERSA – Universidade Federal Rural do Semi-Árido e da UERN – Universidade do Estado do Rio Grande do Norte, em parceria com a Secretaria de Estado da Educação e da Cultura e apoio das DIREDs – Diretorias Regionais de Educação.  

Projetos e respectivos pesquisadores

Real brasileirismo: uma proposta para mudança de atitude
Escola Estadual Rui Barbosa (Tibau)
Prof. Victor Silva do Carmo (orientador) 
Jhonatan Victor Gomes Piffer


Durante a experiência, os pesquisadores buscaram envolver os colegas de turma, para que, através de manifestações artísticas mudassem a postura relacionada às aulas de Língua Portuguesa. A ideia era transformá-los em alunos mais conscientes, críticos, leitores e produtores de textos.  “Como didática de reforço da teoria da disciplina, foi proposta aos estudantes, a oportunidade de construírem um estilo de época, em que tivessem contato com expressões como literatura, pintura e música”, explicou o professor Víctor Silva do Carmo, orientador do projeto.

Aveus – Ambiente virtual educacional utilizando servidor
Escola Estadual 11 de Agosto (Umarizal)
Aleksander Rafael Silva
Dennis Deniam de Albuquerque Ribeiro



Preocupados com o descarte inadequado do lixo eletrônico, os estudantes desenvolveram um projeto para coletar e dar nova destinação a equipamentos eletrônicos que seriam descartados de maneira incorreta. Após restauração, puderam utilizar softwares livres e gratuitos, nos equipamentos projetados. Os pesquisadores realizaram um experimento, para demonstrar que aparelhos em bom estado de funcionamento, na maioria das vezes, são jogados na natureza de forma inadequada, junto com o lixo comum, o que pode ser prejudicial ao meio ambiente e à saúde humana em função de seus componentes. Os novos produtos poderão ser utilizados para a exibição de vídeos, acesso à internet, realizar pesquisas, ouvir músicas, redigir e editar textos, produzir planilhas e apresentações.

Desenvolvimento de uma pomada com atividade antiinflamatória e cicratizante a partir do extrato de ximenia
Escola Estadual Eliseu Viana (Mossoró)
Thatielly Thainara Silva Gomes


O projeto buscou avaliar o potencial cicatrizante e antiinflamatório do extrato de partes vegetativas da Ximenia Americana L. (conhecida pelos nomes de ameixa-brava, ameixa da Bahia e ameixa de espinho), uma vez que a referida espécie, além de apresentar comprovada ação antimicrobiana, possui, também, uma série de metabolitos secundários com enorme potencial, culminando com a produção de medicação de uso tópico. Os resultados obtidos são de expressiva contribuição para a comunidade que utiliza fitoterápicos com a ação antiinflamatória e cicatrizante.

Educação indígena é tema de seminário


Preocupada com a discussão de ações e metas para a educação escolar indígena, a Secretaria de Educação realiza amanhã, terça-feira (22), o I Seminário sobre Educação Escolar Indígena no Rio Grande do Norte. Sediado no município de Canguaretama, o evento também tem como realizadores a Escola Indígena João Lino Silva, IFRN, Prefeitura de Canguaretama, FUNAI e comunidades indígenas do estado. A abertura será às 9h no IFRN da cidade.

Dividido em dois dias de evento, a programação contará com três mesas temáticas, discutido gestão escolar, política na educação indígena e a formação docente indígena. Todas as discussões tiveram como base vários eventos que contribuíram para a formulação de políticas públicas voltadas para os índios, como a 1ª Assembleia Indígena do RN (2009), 2ª Assembleia Indígena do RN (2010), 1ª Assembleia da Mulher Indígena do RN (2012) e, no ano passado, a 3ª Assembleia Indígena do RN.

“O grande propósito deste seminário é reunir todos os setores que atuam com a comunidade indígena do nosso estado, como indígenas, professores, gestores, representantes dos governos municipais, estaduais, conselheiros de outros estados e estudiosos desta modalidade de ensino”, explicou Rouseane Queiroz, coordenadora do Núcleo de Educação do Campo e Diversidade da Secretaria Estadual de Educação.

Citando a Referencial Curricular Nacional para as Escolas Indígenas, documento idealizado pelo MEC em 2005, Rouseane aponta que a Educação Indígena “é um direito assegurado por uma nova política pública a ser constituída, atenta e respeitosa frente ao patrimônio lingüístico, cultural e intelectual dos povos indígenas”.

Utilidade pública:
I Seminário sobre Educação Escolar Indígena no Rio Grande do Norte
Local: IFRN e Comunidade Catu dos Eleotéricos – Canguaretama, RN
Duração: 22 a 23 de julho (recepção dos participantes começa no dia 21, ás 15h)

terça-feira, 15 de julho de 2014

Estudantes conquistam vitórias em campeonato mundial de taekwondo


Jovens talentos do esporte. Assim podem ser chamados os três estudantes da rede estadual de Educação que estiveram na Secretaria de Estado da Educação na tarde de ontem. Milena Karla Gomes Lopes, 17 anos, Raynara Mendonça da Silva, 15, e Daniel dos Santos Silva, 17, são medalhistas no taekwondo e, em março deste ano, disputaram o Campeonato Mundial de Taekwondo, em Taiwan (China), onde ganharam destaque no ranking nacional pela pontuação alcançada.

Na China, os estudantes puderam, além de lutar por medalhas, conhecer um pouco mais da cultura asiática, da culinária ao tratamento pessoal. Milena Lopes, estudante da Escola Estadual Edgar Barbosa, comentou sobre o ritmo das atividades em Taiwan: “A adaptação foi difícil, pois esbarramos em obstáculos como a alimentação diferente da nossa. No entanto, tudo serviu como aprendizado para tornamos mais fortes dentro do campeonato.”

A delegação potiguar contou com o campeão brasileiro junior de taekwondo, Daniel Silva, aluno da Escola Estadual Zila Mamede. Daniel treina para em agosto, no Campeonato Brasileiro de Taekwondo, ser bi-campeão. “Quero conquistar mais este prêmio para meu estado.”

O trio acumula vitórias em quase todos os estados do país, destacando-se pela pouca idade e sede de vencer. “Já ganhamos em competições realizadas na Paraíba, Pernambuco, Paraná, Minas Gerais, São Paulo, Goiás, Rio de Janeiro. O último torneio que participamos foi no estado de Alagoas, onde conquistamos o pódio”, comentou Raynara Silva, estudante da Escola Estadual Alferes Tiradentes.


Entusiasmada com os resultados, a secretária de Educação, Betania Ramalho, comemorou as conquistas dos estudantes potiguares. “A cada vitória podemos constatar que o esporte vem sendo um importante protagonista no desenvolvimento das potencialidades de nossos alunos. Estamos descobrindo talentos”, disse a secretária.

Incentivando a participação dos estudantes em competições, a Secretaria de Educação arcará com as passagens aéreas dos atletas para disputarem o Campeonato Brasileiro de Taekwondo, que será realizado em Maringá (PR), entre os dias 2 e 3 de agosto deste ano.

quinta-feira, 10 de julho de 2014

Secretaria de Educação anuncia finalistas do Parlamento Jovem Brasileiro

Os jovens são protagonistas de muitas das mudanças construídas em nossa sociedade nos últimos tempos. Quatro estudantes da rede estadual de ensino fazem parte deste grupo de adolescentes engajados com a formação cidadã. A Secretaria de Educação anunciou, na manhã de hoje, os finalistas da fase estadual do programa Parlamento Jovem Brasileiro. Cada estudante teve que redigir um projeto de lei e encaminhá-lo a Subcoordenadoria de Ensino Médio da SEEC para participarem do PJB.



Nesta edição, a Secretaria de Educação recebeu 152 projetos de leis, de 290 escolas de todo o Estado, oriundos da rede pública e privada de ensino. Para chegar aos quatro finalistas, uma banca composta por técnicos e professores julgou todos os projetos e atribuiu nota de acordo com a justificativa da proposição, relevância para o país e a técnica legislativa utilizada na escrita da lei. Cada estudante poderia criar a lei seguindo os eixos da Educação, Defesa do Consumidor, Saúde e Segurança Pública.


Defendendo a Extinção da taxa de deslocamento cobrada pelas operadoras de telefonia móvel do Brasil, a estudante Dallyne de Fátima Silva, da Escola Estadual Profª Terezinha Carolino de Souza é uma das finalistas do PJB. Residindo no município de Jaçanã, a aluna pretende criar um mecanismo que gere menos gastos ao consumidor. Natal também terá um representante. A Aluna Débora Santos Silva, da Escola Estadual José Fernandes Machado, representará o Estado com o projeto de lei que visa medidas punitivas para jovens infratores, trata-se do Projeto Tratamento de Choque para Menores Infratores.


Com uma temática voltada para a educação, Mateus Praxedes de Freitas, da Escola Estadual Sebastião Gurgel, localizada no município de Caraúbas, propôs alteração na Lei 8.086/90, o Estatuto de Criança do Adolescente, criando a Escola Construção do Futuro, instituições de ensino que priorizem técnicas de aprendizagem. O último projeto selecionado também tem como objetivo a melhoria da educação, com a construção de cisternas em escolas públicas de Ensino Fundamental e Médio, proposta da aluna Raiane de Oliveira Silva, da Escola Estadual Deputado Djalma Marinho, em Passa e Fica. 

Na segunda etapa, uma equipe formada por servidores da área legislativa da Câmara dos Deputados realiza a seleção final dos projetos, a partir de critérios de avaliação estabelecidos pela Câmara e define os 78 estudantes que serão os deputados jovens. O resultado final será divulgado nos próximos meses. 

(Foto 1: Débora Santos; Foto 2: Dallyne Silva; Foto 3: Raiane de Oliveira e Foto 4: Mateus Praxedes)

Resultado do processo seletivo - Programa Brasil Alfabetizado

A Subcoordenadoria de Educação de Jovens e Adultos torna público o resultado do processo seletivo do Programa Brasil Alfabetizado – 11ª Etapa. Os candidatos selecionados deverão comparecer a sede da respectiva Dired a partir de amanhã (11). A data limite para apresentação dos documentos pessoais é dia 16 de julho. Os selecionados da 1ª Dired deverão comparecer à SUEJA, Bloco II, sala 26, na sede da Secretaria de Educação, Centro Administrativo. O início das aulas do PBA será dia 11 de agosto.  

Clique aqui e confira os nomes dos classificados.
Clique aqui para acessar a continuação dos nomes classificados.

(Atualizada em 11/07/2014 às 08h04, horário de Brasília.)

Inscrições abertas para Projeto Aluno Integrado 2014.2 - Tutores Presenciais

A Comissão Organizadora do Curso Aluno Integrado 2014.2 composta pela Secretaria de Educação a Distância da Universidade Federal  do Rio Grande do Norte (SEDIS /UFRN), Coordenadoria de Desenvolvimento Escolar – Equipe de Tecnologias Educacionais e Subcoordenadoria de Ensino Médio da Secretaria de Estado, da Educação e da Cultura do Rio Grande do Norte (CODESE/ETED/SUEM - SEEC), torna pública a abertura das inscrições aos interessados em atuar como Tutores Presenciais no Curso de Qualificação em Tecnologia Digital do Projeto Aluno Integrado (MEC).

Clique aqui e baixe o documento para seleção de bolsistas - tutor presencial. 

terça-feira, 8 de julho de 2014

Formação para a cidadania dá prestígio e reconhecimento a estudantes da rede estadual do RN

A formação escolar e o desenvolvimento humano e cidadão é um dos fundamentos da educação básica em nosso país. O sucesso de qualquer escola se dá com o trabalho eficiente dos gestores, professores e o esforço de seus alunos. Ao longo do ano, estudantes da rede estadual participam e têm se destacado em programa de elevada repercussão nacional e internacional, como destacamos a seguir:

-Programa Parlamento Juvenil do Mercosul foi representado pelos estudantes da rede pública estadual: Thaysa Fernandes de Azevedo, Martins Francisco de Souto Melo (ambos da E.E. Profª Terezinha de Souza, de Jaçanã) e Antônia Andrelandia Jácome de Oliveira (E.E.Prof. Daniel Gurgel, de Janduís). Em Gramado (RS), esses estudantes disputaram a cadeira do RN nesse projeto, ocasião na qual foi eleito o estudante Martins Francisco que em breve embarcará para a Argentina e ao Uruguai. Em razão da excelente participação de nossos estudantes nas edições passadas desse projeto, Natal será, em 2016, a sede do Parlamento Juvenil do Mercosul.

-Programa Jovens Embaixadores seleciona jovens de todo o Brasil para irem a Washington (USA) e viverem o cotidiano diplomático de um embaixador. Dois estudantes da rede estadual entraram na disputa: Elise Miltra Fernandes de Mendonça, aluna da E.E. Aída Ramalho (Mossoró), e Igor Hugo Barbosa Pinto do Centro Profissionalizante Jessé Pinto Freire (CENEP-Natal).  Eles já passaram pela etapa preparatória por meio do Programa English Immersion USA. Entre agosto e setembro nossos representantes apresentarão a defesa de sua candidatura.  

-Os Programas Parlamento Jovem Brasileiro, da Câmara dos Deputados e o Programa Jovem Senador do Senado Federal, elegerão até novembro os nossos representantes. O princípio da cidadania é reforçado em nossas escolas quando vemos que os professores incentivam a participação dos alunos em concursos como esses. Nosso país necessita de jovens cada vez mais engajados e conscientes do seu papel social e político junto à comunidade escolar.

Por todas essas conquistas, a Secretaria de Educação, por meio de sua titular, a Profª. Betania Leite Ramalho parabeniza os estudantes, os pais, os professores e gestores das escolas citadas. Além disso, a professora destaca o orgulho que sentimos pelos bons resultados e a dedicação de todos em representar a escola pública do RN. A educação segue num novo rumo e os bons exemplos conduzem neste caminho.

sexta-feira, 4 de julho de 2014

Potiguares participam do English Immersion USA


130 alunos da rede pública de todos os estados brasileiros e do Distrito Federal participam da nona edição do programa de imersão em língua inglesa e cultura americana, “English Immersion USA”, promovido pela Missão Diplomática dos Estados Unidos no Brasil, em parceria com centros de educação e cultura Brasil-EUA em Belém e Londrina. O programa é patrocinado pela a Missão Diplomática dos EUA. A missão, iniciada no último dia 29, terminará no dia de hoje.

Três estudantes potiguares embarcaram para Belém: Elise Mitra Fernandes de Mendonça, da Escola Estadual Aída Ramalho (Mossoró), Igor Hugo, do Centro Profissionalizante Jessé Pinto Freire (Natal) e Alex Filipe Câmara Batista Santos (IFRN Zona Norte). 

Todos os estudantes têm engajamento social em suas comunidades, excelência acadêmica, entre 15 e 18 anos e são semifinalistas do processo seletivo do Programa Jovens Embaixadores de 2014. Desde o lançamento em 2006, cerca de 830 estudantes já participaram do programa de imersão.

Durante o programa, os estudantes participarão de uma imersão total na cultura norte-americana como: aulas de conversação em inglês, história e geografia dos EUA, esportes populares e culinária. Todas as atividades serão realizadas em inglês para que os participantes possam desenvolver suas habilidades no idioma e aprofundar os seus conhecimentos sobre os Estados Unidos. O Centro Cultural Brasil - Estados Unidos (CCBEU) em Belém receberá 54 alunos e o Instituto Cultural Brasil-Estados Unidos (ICBEU) em Londrina 76. 

Comunicado

A Secretaria de Estado da Educação informa que a partir da próxima segunda-feira (07) o atendimento ao público desta secretaria será realizado das 7h às 13h. Durante este período, todos os setores estarão recebendo demandas de origem externa. Após o turno matutino, o expediente restante será interno, destinado exclusivamente a assuntos da própria secretaria.

Atenciosamente,
Gabinete da Secretária
Assessoria de Comunicação

quinta-feira, 3 de julho de 2014

Escolhido o representante potiguar no Parlamento Juvenil do Mercosul


O estudante Martins Francisco de Santos Neto viverá, dentro de alguns meses, a experiência de ser jovem parlamentar brasileiro. Discente da Escola Estadual Profª Terezinha Carolino de Souza, localizada no município de Jaçanã, Martins foi selecionado para representar o RN no Parlamento Juvenil do Mercosul. Martins concorreu com mais duas alunas a vaga e ganhou, por meio de voto direito de outros adolescente, o direito de representar o Brasil. A votação ocorreu durante o 3º Encontro Nacional Parlamento Juvenil do Mercosul , realizado mês passado em Gramado (RS).

Para chegar ao selecionado, três nomes foram escolhidos na fase estadual e foram a Gramado para concorrerem a vaga. Além de Martins Neto, as alunas Thaysa Fernandes de Azevedo, também da Escola Estadual Profª Terezinha Carolino de Souza e Antonia Andrerlandia Jácome de Oliveira, da Escola Estadual Professor Daniel Gurgel (Janduís) foram classificadas na fase estadual e representaram o RN em Gramado.


Para serem selecionados, os jovens precisaram redigir um texto com o tema “O Ensino Médio que queremos” e serem engajados em projetos sociais no âmbito de sua escola ou comunidade. Durante o encontro em Gramado, eles apresentaram propostas sobre cinco eixos temáticos: inclusão educativa; gênero; jovens e trabalho; participação cidadã dos jovens e direitos humanos. 

Por meio de votação direta, todos os delegados escolheram os representantes das 27 unidades federativas do Brasil. Responsável pelo programa, Verá Reis, professora ligada a Subcoordenadoria de Ensino Médio, explicou como os estudantes encaram o programa: “Uma experiência enriquecedora, isso é o que define o  PJM. Os alunos são convidados a praticarem os princípios democráticos antes mesmo da jornada parlamentar do programa, pois, na fase nacional, eles já escolhem seus representantes”. A fase que envolve as demais nações do Mercosul será divulgada posteriormente.


Para o estudante Martins ser eleito, uma série de atributos e competências foram examinados. “Desenvolvo trabalho voluntário na biblioteca de minha escola e integro o conselho escolar, onde atuo como uma ponte entre meus colegas e a direção da escola”, explicou o aluno. Perguntado sobre o porquê de querer ser jovem parlamentar, Martins é direto: “Acredito que os jovens podem sim mudar nossa sociedade para melhor”.

Martins ainda revela sua vontade de atuar em mais áreas: “Sempre quis criar projetos que ajudassem na melhoria da qualidade de vida das pessoas, não somente na Educação, onde julgo ser a mais importante, mas também na saúde, esporte, lazer, defensa de minorias”.

Intercâmbio cultural é um dos grandes legados da Copa do Mundo


Dentre os 31 países que vieram jogar a Copa do Mundo no Brasil nenhum se preocupou mais em presentear os brasileiros com atrações culturais do que o México. Iniciativa que pode levar muitos turistas brasileiros à conhecerem o país localizado na América do Norte. Na Oca do Parque do Ibirapuera, em São Paulo, estão expostas, de graça, até 24 de agosto, 386 peças sobre o império Maya, uma das civilizações pré-colombianas mais desenvolvidas da história. Foi a 1a vez que os tesouros saíram do país.

No RN, onde a seleção mexicana jogou na fase de eliminatórias na Copa do Mundo, a Embaixada presenteou a população com mostras culturais: o grupo Mariachis fez 3 shows pelo estado, passando pelo Teatro Alberto Maranhão (Natal), Cine Teatro Pedro Amorim (Assu) e o Teatro Municipal de Santa Cruz.  


A apresentação que ocorreu no TAM foi composta por 12 integrantes, que tocam desde violões e violinos à tradicional vihuela, o Mariachis é um dos principais representantes do mariachi, gênero musical popular na terra de Frida Kahlo. Originário de Puerto Vallarta, no estado de Jalisco, possui 20 anos de experiência e dois álbuns lançados, já participou dos mais importantes festivais de música mexicana do país, assim como em várias ocasiões do Encontro Internacional do Mariachi, em Jalisco. 

E um pouco da cultura mexicana ainda pode ser vista em Natal. Está em exposição, na Catedral de Natal, um Presépio Natalino mexicano em tamanho gigante. O mesmo já passou por algumas cidades, como Brasília. O fruto desse encontro foi a parceria cultural entre os povos, trazendo a história, ritmo e musicalidade do México para o Brasil.

quarta-feira, 2 de julho de 2014

Termina hoje prazo para segunda chamada do Sisu


Termina nesta quarta-feira (2) o prazo de matrícula para os selecionados na segunda chamada do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). A lista dos estudantes está disponível no site do Sisu.  O candidato selecionado deverá verificar, na instituição de ensino em que foi aprovado, o local, horário e os procedimentos necessários. Caso não cumpra o prazo, perde a vaga. 

Aqueles que não foram selecionados em nenhuma das chamadas poderão acessar o boletim pessoal e clicar no botão que confirma o interesse em participar da lista de espera até o dia 7 de julho. Também podem integrar a lista os candidatos que foram selecionados na segunda opção de curso, mesmo os que já fizeram a matrícula.

Os candidatos serão convocados pelas instituições a partir do dia 14. A lista de espera é apenas para a primeira opção feita na hora da inscrição.

O Sisu é o sistema informatizado do Ministério da Educação (MEC) no qual instituições públicas de ensino superior oferecem vagas para candidatos participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A seleção é feita duas vezes por ano. Nesta edição, foram ofertadas 51.412 vagas em 1.447 cursos de 67 instituições de educação superior federais e estaduais. Segundo o MEC, 1.214.259 candidatos se inscreveram.

segunda-feira, 30 de junho de 2014

Merenda escolar tem 32% de investimentos voltados para agricultura familiar

O Estado do Rio Grande do Norte conseguiu ultrapassar em 2013 a marca de 30% dos recursos da alimentação escolar usados para aquisição de produtos da agricultura familiar. Foram 32%, segundo informações do governo do Estado. A meta, porém, é chegar a 70%. 

Para isso, o governo desenvolve, com apoio do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), pesquisas para mapear a aptidão agrícola dos solos da região e a oferta existente de produtos da agricultura familiar. “Os agricultores não conhecem a lei. Estamos tentando dar condições para que eles possam entregar para a alimentação escolar”, conta a chefe de gabinete da Secretaria de Educação do Estado, Yragaucy Araújo, referindo-se à Lei nº 11.947, de 16 de junho de 2009. O texto garante que, no mínimo, 30% dos repasses do FNDE sejam investidos na aquisição de produtos da agricultura familiar
Hortaliças, frutas, carne de bode e de ovelha estão entre os produtos entregues por agricultores familiares às escolas, segundo Maria Luíza de Sousa Maia, uma das dez nutricionistas da Secretaria da Educação do Estado. Segundo ela, a maior dificuldade para a ampliação das aquisições da agricultura familiar é o enquadramento dos produtores nas exigências sanitárias. 

O foco na aquisição de produtos da agricultura familiar é parte de um esforço do governo do Estado para melhorar a alimentação escolar oferecida aos alunos da rede pública. Esse trabalho inclui a contratação de nutricionistas e de estudantes de nutrição, que atuam diretamente nas escolas, acompanhando o preparo das refeições e a aceitabilidade dos cardápios. 


Também foi elaborada uma cartilha de alimentação saudável e foram realizadas mais de 400 entrevistas com alunos, pais, professores, diretores e equipe pedagógica, para avaliar a prestação do serviço. Mais merendeiras foram contratadas e capacitadas. “Hoje, atuamos como preconiza o FNDE e melhoramos a segurança alimentar nas escolas”, avalia Maria Luíza. 

De acordo com a responsável técnica pela alimentação escolar no estado, Watsana Kleiba de Oliveira Franklin, a regionalização da gestão da merenda também foi importante para garantir os avanços. “O Estado conta hoje com oito diretorias regionais, oito polos, com pelo menos uma nutricionista em cada um deles. Esta equipe orienta o trabalho e faz o monitoramento”, conta. 

A equipe conseguiu, ainda, estabelecer cardápios para alunos com necessidades específicas ou intolerâncias, de acordo com a nutricionista Sankya Silva Saraiva.“Temos cardápios específicos para aqueles que têm colesterol alto, diabetes, intolerância a glúten”, diz.

A diretora da escola Clara Camarão, em Natal, Rosângela Maria de Lima Filgueira, é testemunha das melhorias registradas na alimentação escolar no estado. “Com recursos repassados pelo Programa Dinheiro Direto na Escola, adquirimos balcão térmico, louça de vidro, talheres em aço inoxidável”, conta. “Agora, com as aquisições da agricultura familiar, a alimentação ficou ainda mais saudável, mais nutritiva”, diz. 

A escola tem 868 alunos do primeiro ao quinto ano, além da Educação de Jovens e Adultos (EJA). “Os programas executados pelo FNDE melhoraram consideravelmente as condições de ensino. Esta escola não tinha nada. Hoje é uma das mais equipadas. Tudo o que o professor precisa ele tem. Temos aparelhos multimídia, Datashow, todas as salas têm aparelho de som, tudo com recursos do FNDE”, conta a diretora. 

FNDE realiza série de reportagens sobre ações desenvolvidas no RN


Ações educacionais de sucesso realizadas pela Secretaria de Estado da Educação e da Cultura do RN estão sendo observadas de perto pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).  Neste mês, o Coordenador de Comunicação do FNDE, Warner Bento Filho, esteve no Rio Grande do Norte visitando escolas e acompanhando os programas executados no âmbito da Diretoria de Ações Educacionais – DIRAE, (PNAE, PNLD, PNBE e PNATE). O intuito da visita é a concepção de uma série de reportagens sobre a aplicação de recursos do FNDE no Estado.

A finalidade da visita é coletar material para uma série de reportagens que serão publicadas nos portais do Ministério da Educação e FNDE e também divulgadas pela imprensa de todo país, através da Agência Brasil.


Segundo Warner Filho, o objetivo do FNDE é "divulgar as boas práticas desenvolvidas, através dos programas executados com recursos do FNDE e mostrar como isso impacta, não apenas no cotidiano da comunidade escolar, mas de toda sociedade". Com a série de reportagens, o FNDE espera que os exemplos apresentados  possam servir de modelo e inspiração para outros estados e municípios brasileiros.  
O RN foi um dos cinco estados brasileiros escolhidos pelo FNDE por apresentar bons resultados nos serviços oferecidos pelos respectivos programas, fazendo valer, de forma positiva, os investimentos realizados pelas esferas estadual e nacional.


O repórter visitou a Escola Estadual Potiguassu, no Bairro do Igapó, em Natal, onde conheceu  o trabalho de leitura realizado na Sala de Leitura daquela unidade de ensino. Além de observar o acervo literário da escola, o jornalista entrevistou professores e alunos e, ainda, conferiu de perto  uma roda de leitura realizada pela professora Dorinha Timóteo que coordena os projetos de leitura naquela instituição. 

Para conhecer as atividades realizadas no Estado, os técnicos pedagógicos da secretaria fizeram um relato do trabalho realizado pela SEEC/RN. A coordenadora dos Programas do Leitura no estado, Erileide Rocha, expôs sobre o trabalho de remanejamento de livros didáticos e de dinamização e organização de bibliotecas que está sendo desenvolvido em todo estado.



O Coordenador dos Transportes Escolares, Pedro Fernandes, destacou a aquisição dos ônibus escolares do Governo Federal  que vem extinguindo o uso dos carros pau-de-arara para transportar os estudantes tanto da rede estadual como das redes municipais de ensino. Outro ponto levantado por Pedro Fernandes foi o importante trabalho de orientação que vem sendo feito junto aos gestores municipais com relação á segurança no transporte escolar que vem surtindo mudanças significativas na qualidade do serviço oferecido aos alunos potiguares.

A nutricionista Maria Luíza também fez um breve relato acerca do trabalho desenvolvido pela Programa Alimentação Escolar no estado. Dentre as diversas ações realizadas, ela destacou o uso de 32% dos recursos da Alimentação Escolar que estão beneficiando a agricultura familiar do RN, valorizando, assim, os produtos regionais tanto pelo valor nutricional que estes possuem, quanto pela importância cultural que eles apresentam. Outro ponto que foi destacado pela nutricionista foi a criação de uma cartilha educativa que está sendo elaborada com orientações acerca da importância de se criar hábitos saudáveis de alimentação, que deverão ser distribuídas em breve nas escolas da rede estadual de ensino. 

A série de reportagens deve ser publicada no começo de julho, nos portais do Ministério da Educação e FNDE e também divulgadas pela imprensa de todo país, através da Agência Brasil. 

quinta-feira, 26 de junho de 2014

Seminário discute ações do Plano Nacional de Fortalecimento do Ensino Médio


Professores das dezesseis regionais de educação estão reunidos no Hotel Imirá Plaza, Natal, durante todo o dia de hoje (26) para discutirem as metas e desafios para o Ensino Médio. Trata-se do I Seminário Estadual de Mobilização, ação que faz parte do Plano Nacional pelo Fortalecimento do Ensino Médio. O evento, que é uma realização da SEEC e da UFRN em parceria com o IFRN, UERN, Instituto Kennedy e Ufersa, conta com a participação de 600 professores.

Por meio do seminário, a Secretaria de Educação pretende divulgar e debater as ações do plano junto ao professores da rede estadual de ensino, instituições educacionais públicas do Estado, como as universidades públicas, institutos de educação, gestores em educação e os formadores que atuarão para o fortalecimento do plano.


A mesa de abertura do seminário contou com a presença de representantes de todas as entidades envolvidas, como a secretária de Estado de Educação, Profª  Betania Ramalho e a vice reitora da UFRN, Drª Maria de Fátima Freire de Melo Ximenes. “Em atividades como esta, valorizamos a formação continuada dos professores e coordenadores pedagógicos que atuam no Ensino Médio público, sendo nas áreas urbanas ou rurais, seguindo o que determina a Lei de Diretrizes e Bases da Educação”, disse Betania Ramalho.


O evento conta com duas grandes mesas de discussão, uma pela manhã, com o tema “Ensino Médio no RN: como a formação desenvolvida no âmbito do PNFEM atenderá as demandas da escola?”, com mediação do profº Isauro Beltrán, assessor pefagógico da SEEC e profº Alexandre Aguiar, docente da UFRN. Durante a tarde, as professoras Ana Batista e Rozicleide Bezerrra, ambas da Subcoordenadoria de Ensino Médio, realizarão debate sobre “Formação Continuada no Ensino Médio: uma proposta de redesenho curricular à luz dos documentos oficiais”.

Aliete Bormann, coordenadora da SUEM, explica que o seminário é um dos vários momentos que serão realizados por todo o Estado em prol do PNFEM: “Além de formações, a Secretaria irá realizar o acompanhamento das ações realizadas pelos professores por todo o Estado para avaliar como o plano repercutiu nas escolas”.